Mike Ehmann/AP
Mike Ehmann/AP

Jamal Murray brilha, Nuggets vencem e evitam queda precoce na NBA

Armador fez 42 pontos, sendo 33 no segundo tempo e também contribuiu com oito rebotes e oito assistências

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2020 | 07h24

Com uma atuação heroica de Jamal Murray na noite desta terça-feira, o Denver Nuggets evitou uma eliminação precoce nos playoffs da NBA, diante do Utah Jazz, em partida disputada na "bolha" montada no complexo da Disney, na Flórida. Graças à exibição do armador, os Nuggets venceram o Jazz por 117 a 107 e se mantiveram vivos na série de primeira rodada da Conferência Oeste.

O triunfo diminuiu a vantagem do Jazz no confronto: 3 a 2. O sexto jogo da série será disputado na noite de quinta-feira. O Jazz só precisa de mais um triunfo para avançar. O vencedor deste duelo vai enfrentar nas semifinais o vitorioso de Los Angeles Clippers x Dallas Mavericks.

Murray brilhou na reta final da partida desta terça. Dos seus 42 pontos, 33 foram anotados no segundo tempo. Ele também contribuiu com oito rebotes e oito assistências. Foi o cestinha do time e da partida. No entanto, não esteve sozinho.

Antes de começar a se destacar em quadra, os Nuggets eram conduzidos por Nikola Jokic, responsável por 31 pontos, seis rebotes e quatro assistências. O time teve ainda boa atuação de Michael Porter Jr., com 15 pontos, e Jerami Grant, com 13.

Pelo time de Utah, o principal jogador foi mais uma vez Donovan Mitchell, um dos grandes destaques destes playoffs. Foram 30 pontos e cinco assistências. Ele teve o apoio de Jordan Clarkson e Mike Conley, responsável por 17 pontos cada. Rudy Gobert obteve um "double-double", de 11 pontos e 12 rebotes.

O duelo entre Nuggets e Jazz começou equilibrado, com o primeiro quarto terminando com 33 a 32 para a equipe de Denver. Mas os jogadores de Utah equilibraram o duelo no período seguinte, vencendo por dez pontos de diferença. Até que, no segundo tempo, Murray desandou a fazer pontos, buscando a virada nos minutos finais da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.