Ken Blaze-USA TODAY Sports
Ken Blaze-USA TODAY Sports

Jimmy Butler é eleito o jogador que mais evoluiu na NBA

Em sua quarta temporada na Liga, jogador é destaque dos Bulls

Estadão Conteúdo

07 de maio de 2015 | 14h04

A NBA anunciou nesta quinta-feira a eleição do ala Jimmy Butler, do Chicago Bulls, como jogador que mais evoluiu na temporada 2014/2015. O prêmio coroa o grande desempenho dele na competição e a volta por cima de um atleta que, ainda garoto, precisou sobreviver a diversas dificuldades.

Butler teve médias de 20 pontos, 5,8 rebotes, 3,3 assistências e 1,75 roubo por partida na atual temporada. Se em 2013/2014, o ala já havia mostrado seu potencial como jogador importante na rotação do Bulls, em 2014/2015 assumiu o protagonismo da equipe, sendo em diversas vezes mais importante até do que o astro Derrick Rose.

A quarta temporada de Jimmy Butler na NBA foi sem dúvida sua melhor até o momento. Em 2013/2014, ele havia tido média de 13,1 pontos por jogo. O aumento de 6,9 pontos por partida é o maior entre todos os jogadores que atuaram em pelo menos 40 jogos em cada uma destas temporadas.

Butler se tornou peça fundamental no Bulls de Tom Thibodeau. Se sua capacidade na defesa já era conhecida, na atual temporada ele mostrou evolução nos arremessos e nas infiltrações e foi um dos principais responsáveis pela classificação da equipe aos playoffs na terceira colocação do Leste. Atualmente, disputa as semifinais da conferência com o Cleveland Cavaliers.

Algumas pessoas defendiam que Butler já havia tido uma ótima temporada em 2013/2014, e que por isso não deveria concorrer a este prêmio, mas o argumento não convenceu boa parte dos especialistas. O ala recebeu 92 votos para a primeira colocação e terminou com 535 pontos no total, 335 a mais que o segundo colocado, Draymond Green, do Golden State Warriors. A terceira posição ficou com o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz.

O prêmio desta quinta é a consolidação do sucesso da carreira de Butler na NBA, um sucesso inesperado se considerarmos a origem do jogador. Bastante pobre, ele chegou a ficar sem teto aos 13 anos, após ser expulso de casa por sua mãe em Tomball, no Texas. Oito anos depois, já em um novo lar, ele entrou na liga norte-americana, escolhido no Draft justamente pelo Bulls, e desde então não para de evoluir.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBAJimmy Butler

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.