Jogador de basquete morto após ser atingido por tabela será enterrado em Sobradinho

David Henrique Conrado Meira, de 19 anos, se acidentou durante treino e ficou 11 dias internado

23 de julho de 2012 | 10h46

O jogador de basquete David Henrique Conrado Meira, de apenas 19 anos, morto à 0h40 de domingo, 22, no Hospital de Base de Brasília, será enterrado às 17h desta segunda-feira, 23,  no Cemitério de Sobradinho, cidade-satélite de Brasília, a 22 km do Distrito Federal. O corpo do Atleta está sendo velado no Ginásio de Sobradinho.

O jovem, ala/pivô da equipe sub-22 do Brasília, estava internado desde o dia 12, quando uma tabela de basquete caiu sobre seu pescoço. O incidente ocorreu durante um treino na quadra da Associação dos Empregados da Companhia Energética de Brasília (Asceb).

A morte do jogador foi confirmada pela assessoria de imprensa. Na última quinta-feira, chegou a ser divulgado que o jogador teria falecido, mas o Hospital de Base de Brasília revelou, horas depois, que ele seguia internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em estado grave.

Acidente. O acidente ocorreu quando David fez uma enterrada e se apoiou na cesta. Toda a estrutura veio abaixo, caindo sobre seu pescoço. A Polícia Civil abriu inquérito para averiguar se houve negligência na manutenção da quadra e da cesta, um equipamento apto a suportar impactos de mais de 200 quilos e movimentos bruscos de jogadores nas enterradas.

O falecimento gerou comoção dos jogadores profissionais do Brasília. "Infelizmente hoje é um dia triste pra todos nós. Que descanse em paz o garoto David. Meus sentimentos a família!", escreveu o ala Guilherme Giovannoni, em sua página no Twitter. "Vá em paz guerreiro David!! Seu sorriso, sua garra de basqueteiro e a sua intensa luta pela vida ficará marcado em nossos corações!", disse o ala Arthur, também através da rede social.

Internado no Hospital de Base desde o último dia 12, após o acidente, David era mantido vivo com ajuda de aparelhos e, se sobrevivesse, ficaria tetraplégico. Ele havia sido submetido a traqueostomia e, na terça-feira, passou por uma drenagem no pulmão, devido a uma infiltração de água no órgão. Desde então seu estado se agravou. No último sábado, o Hospital informou uma nova piora em seu quadro, dizendo que o atleta já apresentava insuficiência de múltiplos órgãos.

Em nota , a Liga Nacional de Basquete (LNB) lamentou a morte do atleta e prestou solidariedade à família. "Lamentamos muito e oferecemos aos familiares, amigos e companheiros de equipe nossas sinceras condolências, bem como nossos mais estimados préstimos. Recebam nesta hora tão difícil nosso afeto, carinho e nossa solidariedade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.