Jogador do Pistons é acusado de violência doméstica

Charlie Villanueva foi deixado em liberdade pela Polícia Regional de Halton com a promessa de ir ao tribunal

AE-AP, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 06h36

Charlie Villanueva, do Detroit Pistons, enfrenta uma acusação doméstica por conta de um incidente no dia 19 de maio na cidade canadense de Burlington, na província de Ontário. Villanueva, de 25 anos, foi deixado em liberdade pela Polícia Regional de Halton com a promessa de que comparecerá a um tribunal no dia 9 de julho.

O nome do responsável pela ação não foi revelado, nem há maiores detalhes sobre o incidente. O advogado Owen Wigderson disse que Villanueva "nega todas as acusações de ter cometido algum delito e confia muito que será absolvido".

Villanueva jogou cinco temporadas na NBA em três equipes desde que o Raptors o escolheu no draft. Ele defendeu no último campeonato o Pistons, equipe que o contratou como agente livre depois de passar três anos no Milwaukee Bucks.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.