Reprodução/Los Angeles Lakers Twitter
Reprodução/Los Angeles Lakers Twitter

Jogadores planejam se ajoelhar durante o hino nos jogos de retomada da temporada da NBA

Além do protesto, a grande maioria dos atletas usará mensagens por justiça social no lugar de seus nomes nas camisas

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2020 | 08h01

Em meio ao cenário de protestos por igualdade social que ocorrem no mundo todo, os jogadores da NBA planejam fazer um gesto significativo nos jogos que marcam a volta dos seus times à temporada 2019/2020 da liga. Segundo o jornalista Brad Turner, do Los Angeles Times, os atletas pretendem se ajoelhar durante a execução do hino dos Estados Unidos antes do início dos duelos.

As franquias que ocupam as primeiras oito posições da competição se reuniram para discutir a questão, de acordo com o jornalista. Em ordem de classificação, são elas: Milwaukee Bucks, Los Angeles Lakers, Toronto Raptors, Los Angeles Clippers, Boston Celtics, Denver Nuggets, Utah Jazz e Miami Heat, respectivamente.

Diversos jogadores, incluindo o astro dos Lakers, LeBron James, têm usado suas entrevistas para trazer luz a assuntos como desigualdade e injustiças sociais. Eles também têm pedido pelas prisões dos policiais da cidade de Louisville envolvidos na morte de Breonna Taylor.

Complementando o ato de ajoelhar durante o hino, a maioria dos jogadores vestirá suas camisas com mensagens características dos protestos que ocorrem mundialmente, como "Igualdade", "Não consigo respirar" e "Diga Seus Nomes". A frase "Vidas Negras Importam" já tem sido utilizada na quadra principal onde atualmente ocorrem os confrontos da liga na bolha em Orlando, na Flórida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.