Jordan é indicado e entrará para o Hall da Fama da Fiba

Considerado uma lenda do esporte, Michael Jordan, que conquistou duas medalhas de ouro olímpicas pela seleção dos Estados Unidos, teve o seu nome indicado e vai entrar para o Hall da Fama da Federação Internacional de Basquete (Fiba) em 19 de setembro.

Estadão Conteúdo

17 de julho de 2015 | 11h17

A entidade máxima do basquete no mundo anunciou nesta sexta-feira que Jordan, considerado por muitos o maior nome de todos os tempos desse esporte, lidera a lista de nove nomes que receberão a honraria de entrar para o restrito grupo figuras eternizadas no Hall da Fama da Fiba.

Dono de seis títulos da NBA, todos eles conquistados pelo Chicago Bulls, Jordan conquistou o seu primeiro ouro olímpico em 1984, nos Jogos de Los Angeles. Depois, em 1992, ele liderou o inesquecível Dream Team, no título norte-americano nos Jogos de Barcelona, na Espanha.

Jordan já integra outro Hall da Fama do Basquete, o Naismith Memorial Basketball Hall of Fame, em Springfield, nos Estados Unidos. Nesse caso, o astro norte-americano está no grupo individualmente e também como um dos nomes do Dream Team.

O restante da classe de 2015 do Hall da Fama do Basquete conta com ex-jogadores Sarunas Marciulionis (Lituânia), Anne Donovan (Estados Unidos), Vladimir Tkachenko (Rússia e Ucrânia), Ruperto Herrera Tabio (Cuba) e Antoine Rigaudeau (França), o treinador Jan Stirling (Austrália), o dirigente Robert Blanchard (França) e o colaborador Noah Klieger (Israel).

Eles entrarão para o Hall da Fama da Fifa em uma cerimônia marcada para Lille, na França, em 19 de setembro. No dia seguinte, vão ser homenageados no intervalo da final do Campeonato Europeu de Basquete, também na cidade francesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.