Jordan: recorde negativo no Wizards

Antes de começar a temporada da NBA, Michael Jordan já previa que teria dificuldades no seu retorno ao basquete, depois de 41 meses afastados das quadras. Mas não imaginava que elas seriam tão grandes. Na rodada de terça-feira da liga norte-americana, a sua equipe, o Washington Wizards, perdeu a 7ª partida consecutiva, um recorde negativo na carreira do maior jogador de todos os tempos. Mesmo jogando em casa e contando com 30 pontos de Jordan, o Washington perdeu para o Charlotte Hornets, por 95 a 88. Com isso, a equipe já tem uma das piores campanhas da NBA, com 8 derrotas e apenas 2 vitórias, manchando a trajetória vencedora de seu principal jogador. Em 13 temporadas no Chicago Bulls, quando conquistou seis títulos da NBA, Jordan nunca perdeu mais do que seis partidas seguidas. Agora, mesmo mantendo uma excelente média de pontos (27,4 por jogo) - a quarta melhor da liga -, ele não consegue levar os Wizards à vitória. ?Nunca vi um grupo tão frágil e só desejo que eles joguem com um pouco mais de paixão. Até parece que eles não gostam de jogar basquete?, queixou-se o técnico da equipe, Doug Collins, isentando de culpa, é claro, o seu principal atleta. O próprio Jordan já demonstra desânimo com seus companheiros no Washington, todos jogadores sem expressão na liga e que não estão aproveitando a chance de jogar ao lado do maior nome do basquete mundial. ?Estou mais desiludido do que frustrado. Melhoramos um pouco, mas não chegamos nem perto da onde deveríamos estar?, lamentou Michael Jordan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.