Eduardo Munoz/Reuters
Eduardo Munoz/Reuters

Knicks vence Celtics na abertura da temporada da NBA

Jogo tem duas viradas e emoção até o último segundo

AE, Agência Estado

25 de dezembro de 2011 | 18h11

Na abertura da temporada da NBA, o New York Knicks mostrou sua força após a chegada dos novos reforços e derrotou o Boston Celtics por 106 a 104, na tarde deste domingo, no Madison Square Garden, em Nova York. Empurrado pela fanática torcida, o time da casa ainda contou com uma atuação inspirada do astro Carmelo Anthony, cestinha da partida com 37 pontos.

Depois de uma longa negociação entre jogadores e equipes para assinar o novo contrato coletivo de trabalho, que atrasou o início do campeonato em quase dois meses, a temporada 2011/2012 da liga norte-americana de basquete finalmente começou neste domingo. Mas, ao invés das tradicionais 82 partidas, cada time fará 66 jogos, numa disputa mais curta e emocionante.

E, para começar o campeonato, um clássico cheio de rivalidade. Na temporada passada, o Celtics tinha eliminado o Knicks na primeira rodada dos playoffs, ao fazer 4 a 0 no confronto. Mas o time de Nova York conseguiu se reforçar bem, principalmente com o pivô Tyson Chandler - veio do campeão Dallas Mavericks -, e mostrou sua força no duelo deste domingo.

Para ajudar a tarefa do Knicks, o Celtics não contou neste domingo com seu principal jogador, o ala Paul Pierce, que se recupera de lesão no calcanhar direito. Assim, o time de Nova York não teve dificuldades para abrir vantagem logo no começo, comandando o placar até com certa facilidade nos primeiros dois quartos da partida no lotado Madison Square Garden.

No segundo tempo, porém, o Celtics mostrou que seu envelhecido e talentoso time ainda tem valor. Comandado pelo armador Rajon Rondo, que terminou o jogo com 31 pontos e 13 assistências, o time de Boston virou o placar e passou a comandar o jogo - outro destaque nessa grande virada foi o recém-contratado ala/pivô Brandon Bass, que somou 20 pontos e 11 rebotes.

Na base da raça, o Knicks equilibrou novamente a partida nos últimos minutos. E, pelas mãos de Carmelo Anthony, abriu dois pontos de vantagem no placar quando faltavam apenas 16,3 segundos para o final. Depois disso, o Celtics teve duas chances para evitar a derrota, mas Marquis Daniels errou um arremesso de três pontos e Kevin Garnett também falhou no último chute.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBAKnicksCeltics

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.