Lakers bate Denver e sai na frente na decisão do Oeste

Graças a uma atuação brilhante de Kobe Bryant, que marcou 40 pontos, o Los Angeles Lakers venceu o Denver Nuggets por 105 a 103, na noite desta terça-feira, e saiu na frente na decisão da Conferência Oeste da NBA. O ala-armador brilhou especialmente no último quarto, quando conseguiu 18 pontos, inclusive os seis últimos da equipe, todos em lances livres.

AE, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 08h37

O Denver chegou a abrir oito pontos de vantagem ao fim do primeiro quarto, 31 a 23, mas não manteve a constância e permitiu a reação dos donos da casa, que fizeram melhor campanha na temporada regular e têm o direito de abrir e fechar a série em Los Angeles. O time visitante pecou especialmente nos lances livres, convertendo apenas 23 em 35 tentativas, um baixo aproveitamento de 65,7%.

Além da boa mira, com 20 acertos em 24 lances livres (83,3%), o Lakers ainda contou com a atuação inspirada do astro, que bateu Carmelo Anthony no duelo individual por um ponto, 40 contra 39. O time californiano ainda teve como destaques Pau Gasol, com 13 pontos e 14 rebotes, e Derek Fisher, também com 13 pontos - os demais não chegaram aos dois dígitos.

Pelo Denver, além dos 39 pontos de Carmelo, apareceram o armador Chauncey Billups, com 18 pontos, o ala Kenyon Martin, com 15, e o pivô Nenê, com 14 - o brasileiro ainda apanhou cinco rebotes, mas ficou carregado de faltas muito cedo e atuou por apenas 21 minutos. "Não fizemos o suficiente para vencer. Jogamos bem, mas caímos no fim e nos playoffs não há vencedor moral", lamentou o técnico George Karl.

A série continua na quinta-feira, com mais um jogo em Los Angeles, e chega a Denver no sábado, para a terceira partida. Para chegar à decisão da NBA pela primeira vez de sua história, o Denver terá de vencer pelo menos uma partida fora de casa.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBAplayoffs

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.