Lakers tentam ser bicampeões na NBA

Os jogadores do Los Angeles Lakers estão tão confiantes na conquista do bicampeonato da Liga Profissional de Basquete dos Estados Unidos (NBA) nesta sexta-feira, que nos vestiários do ginásio First Union Center, na Filadélfia, terão várias garrafas de champanhe à disposição para comemorar após a partida. O quinto jogo da série melhor-de-sete, contra o Philadelphia Sixers, está marcado para as 22 horas de Brasília. Os Lakers vencem o confronto por 3 a 1 e basta mais uma vitória para terminar a competição.Campeão no ano passado, o time do superpivô Shaquille O?Neal e do ala/armador Kobe Bryant é o grande favorito. Desde o início da série de playoffs, a equipe sofreu apenas uma derrota - para o Sixers, em Los Angeles. Nas séries anteriores, não tomou conhecimento de Sacramento Kings (3 a 0) e San Antonio Spurs (4 a 0).Mesmo com o acentuado otimismo dos jogadores, o técnico Phil Jackson, que tenta o seu oitavo título em 11 anos como treinador na NBA, não dá folga ao elenco. Os atletas tiveram de treinar nesta quinta-feira, no First Union, repetindo rotina extenuante, quebrada apenas por exercícios respiratórios. Segundo ele, servem para relaxar a tensão e atenuar a ansiedade do grupo.Além de comandar o treino, Jackson deu show ao provocar o gigante Shaquille nesta quinta-feira. O treinador chamou a atenção do pivô e, em seguida, acertou três arremessos seguidos da área de lance livre. Foi aplaudido pelos jogadores e mandou um recado a seu melhor jogador: treinar mais esse fundamento.Shaquille entendeu a mensagem, mas não se mostrou preocupado com o jogo decisivo. "Eles vão dizer adeus ao playoff e ao torneio", comentou o jogador de 29 anos, 2,16 metros e 143 quilos, referindo-se ao destino do adversário. Se depender dele, realmente os Sixers têm pouca esperança de obter reviravolta na série. Afinal, ele tem médias de 30 pontos e 20 rebotes por jogo nesta decisão.

Agencia Estado,

15 de junho de 2001 | 10h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.