AP
AP

Lamar Odom deixa hospital em Nevada e volta para Los Angeles

Tia afirma que ex-jogador segue com 'recuperação milagrosa'

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2015 | 13h25

Uma semana depois de ser encontrado desacordado em estado grave em um bordel no estado de Nevada, o ex-jogador da NBA Lamar Odom deu mais um passo decisivo em sua recuperação. Nesta terça-feira, a família do atleta confirmou que ele deixou o hospital em que estava internado em Las Vegas e retornou para Los Angeles, onde tem residência.

Segundo Alvina Alston, porta-voz da tia de Odom, JaNean Mercer, o ala/pivô deixou o Hospital Sunrise de helicóptero por volta das 17 horas (locais) de segunda-feira, rumo a Los Angeles. Ele estava ao lado de seu pai e filhos, além da ex-esposa Khloe Kardashian. Alston, no entanto, não revelou para onde o atleta foi levado na cidade californiana.

A notícia da alta veio um dia depois de um outro comunicado liberado justamente em nome da tia de Odom, JaNean Mercer, que exaltava a evolução dele e a superação de "obstáculos imensos". Na nota divulgada nesta terça, o otimismo foi o mesmo. "Ele segue com uma recuperação milagrosa, dando alguns passos em Los Angeles."

A tendência é que Odom siga internado na cidade californiana e inicie os trabalhos de fisioterapia. De acordo com a imprensa norte-americana, o jogador já estava acordado e conseguia se comunicar quando deixou Las Vegas. Apesar disso, há o risco de dano cerebral, então não é possível dizer se ele ficará com sequelas.

Dono de dois títulos da NBA com os Lakers, Odom foi encontrado desacordado em um bordel na terça-feira passada, expelindo substâncias líquidas pelo nariz e a boca, e foi imediatamente encaminhado a um hospital, onde respirava com auxílio de aparelhos. De acordo com o relato de presentes, o jogador havia ingerido uma erva com o mesmo efeito do Viagra e usado drogas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.