Leandrinho está pronto para comandar a seleção no Mundial

Sem o pivô Nenê, que pediu dispensa por problemas médicos, o armador Leandrinho se torna a maior estrela da seleção brasileira de basquete que vai disputar o Mundial do Japão, a partir de 19 de agosto. Junto com os outros 14 convocados, o jogador do Phoenix Suns (NBA) começa os treinos nesta quinta-feira, no Rio, e se diz pronto para comandar o time do Brasil em quadra.?É um campeonato forte, de muitos talentos, seleções boas, mas acho que o Brasil também fará um bom Mundial. O que aconteceu com o Nenê é chato, mas é a saúde, a carreira, a vida dele. O Brasil é forte e bola para a frente?, disse Leandrinho, consciente de que aumentou sua importância na seleção. ?Quero assumir essa responsabilidade.?Depois de chegar ao playoff final da Conferência Oeste da NBA - o Phoenix foi eliminado pelo Dallas Mavericks no dia 3 de junho -, Leandrinho teve 15 dias de folga. Desde então, voltou a treinar por conta própria em São Paulo. Por isso, admite que chega à seleção com 60% da sua forma física.Mas Leandrinho acha que o mês de preparação que a seleção terá para o Mundial é suficiente. Principalmente, porque o grupo brasileiro tem vários jogadores na Europa e na NBA. ?A experiência deles ajuda. Quanto mais talentos, melhor. O Brasil está crescendo, mas acho que o que importa é um ajudar o outro?, avisou o armador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.