Leandrinho revela ofertas de grandes clubes e diz que deve continuar na NBA

Armador se recupera de rompimento nos ligamentos do joelho e ainda não se sente 100%

Leonardo Maia, Agência Estado

10 de outubro de 2013 | 18h45

RIO - Os jogadores do Washington Wizards, entre eles o brasileiro Nenê, treinavam animadamente nesta quinta-feira na Arena HSBC, local da partida de pré-temporada contra o Chicago Bulls, no sábado. Num cantinho da arquibancada, em silêncio, a observar tudo com uma ponta de inveja nos olhos, Leandrinho. O armador brasileiro se recupera do rompimento dos ligamentos do joelho e tenta retornar à NBA para a temporada 2013/14. Na última, ele foi trocado para o Wizards pelo Boston Celtics já machucado. O momento da lesão foi o mais inapropriado possível, quando começava a ganhar tempo em quadra depois que o colega Rajon Rondo se machucou.

Sete meses depois, Leandrinho ainda não se sente 100% fisicamente, mas confia que está próximo de assinar com um clube da melhor liga de basquete do mundo. "Estamos fazendo contatos, há alguns clubes interessados e tenho certeza que tudo vai dar certo. Meu foco agora é me recuperar completamente", comentou o armador. Leandrinho tem mantido a forma em treinos no Flamengo e no Pinheiros e envia vídeos de suas sessões para os olheiros da liga americana. Como é um veterano, as imagens não são para mostrar seus atributos técnicos, já conhecidos por todos, mas para garantir que os problemas físicos foram superados.

O brasileiro garante que já tem ofertas na mesa e que poderia assinar um contrato hoje, se assim quisesse, mas reforça que primeiro pretende se recuperar, além de física, psicologicamente; deixar qualquer receio de uma nova lesão para trás. "Não tenho a menor pressa para estar em um time no `opening day'' (abertura da temporada). Vou levar o tempo necessário porque quero jogar mais três, quatro anos, e não voltar sem estar completamente saudável e ter um novo problema", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBALeandrinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.