Ezra Shaw/AFP
Ezra Shaw/AFP

LeBron critica árbitros e discorda da justificativa de JR Smith em lance decisivo

Astro do Cleveland Cavaliers tentou cavar falta de ataque em camisa 35 de Oakland, mas juízes tomaram decisão contrária

Estadão Conteúdo

01 Junho 2018 | 12h46

A primeira partida da decisão da NBA teve de tudo. O Golden State Warriors confirmou o favoritismo diante do Cleveland Cavaliers, na última quinta-feira, e abriu 1 a 0 na série melhor de sete ao vencer por 124 a 114, em casa, mas para isso precisou da prorrogação, de decisões questionáveis da arbitragem e de uma desatenção das mais absurdas de JR Smith nos segundos finais do tempo normal.

+ Tudo sobre a NBA!

+ LeBron dá show com 51 pontos, mas Warriors vence 1º jogo da final na prorrogação

+ Golden State Warriors desafia 'melhor' LeBron James na final da NBA

A reta final do quarto período, aliás, foi cheia de reviravoltas. Com 36 segundos restando no cronômetro e os visitantes vencendo por dois pontos, Kevin Durant cortou a marcação, tentou a bandeja e trombou com LeBron James. A arbitragem, inicialmente, apontou falta de ataque, mas voltou atrás e marcou infração do astro do Cavaliers ao rever a jogada no vídeo.

"Li a jogada tão bem quanto faço sempre defensivamente. Vi como ele entrava no garrafão e estava fora da zona restrita, então me coloquei no caminho para levar o contato. Foi uma decisão de grande peso. Nos disseram que foram revisar para ver se meus pés estavam fora da zona restrita. Quando soube, tinha claro que seria bola para nós. Sabia que estava com os pés fora. Essa foi a comunicação que houve. Estávamos no banco preparando as próximas jogadas", criticou LeBron.

Durant acertou os dois lances livres e igualou a partida, mas LeBron respondeu com uma bandeja. Stephen Curry empatou novamente o placar com nova cesta e ainda sofreu falta no lance, converteu o lance livre e selou a virada. Com quatro segundos para o fim, então, George Hill sofreu falta e também foi para a linha de lance livre.

Foi aí que uma nova reviravolta ocorreu. O armador do Cavaliers converteu o primeiro lance livre, mas errou o segundo e perdeu a chance de virar o placar. Só que o rebote caiu nas mãos de seu companheiro, JR Smith, que inexplicavelmente ignorou a cesta e correu para longe do garrafão, apesar de alertado por LeBron. O lance bizarro garantiu a prorrogação, na qual o Warriors atropelou.

"Eu achei que a gente ia pedir um tempo, porque eu peguei o rebote. Tenho certeza que eu não conseguiria arremessar sobre o Kevin Durant", tentou justificar o ala/armador do Cavaliers. "Se eu achasse que estávamos na frente do placar, teria segurado a bola para que fizessem falta em mim, o que claramente não foi o caso."

Apesar da justificativa de Smith, a impressão passada foi justamente a de que ele pensara que o Cavaliers tinha a vantagem no placar. Uma leitura labial feita por jornalistas norte-americanos, no momento em que o jogador tenta se justificar para LeBron ainda em quadra, apontou que ele disse: "Pensei que estávamos na frente".

O técnico Tyronn Lue também considerou que Smith se confundiu com o placar, assim como LeBron. "Me perguntaram se eu falei com o JR sobre o lance e disse que não. Sabia que era um placar apertado. Estávamos um ponto abaixo. O Hill meteu o primeiro lance livre. Pegamos o rebote e pensei que todos sabiam qual era o placar...", lamentou o astro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.