Brian Snyder/Reuters
Brian Snyder/Reuters

LeBron decide e Heat atinge 23ª vitória seguida na NBA

Resultado é a segunda maior série invicta da história da liga de basquete americana

AE, Agência Estado

19 de março de 2013 | 08h56

BOSTON - O Miami Heat contou com mais uma decisiva atuação de LeBron James para conquistar a 23ª vitória consecutiva na temporada 2012/2013 da NBA. Na rodada de segunda-feira, a 10s5 para o final, o astro fez a cesta que definiu o triunfo dos atuais campeões sobre o Boston Celtics por 105 a 103, fora de casa.

Assim, o Heat alcançou a segunda maior sequência de vitórias da história da NBA, superando a marca de 22 partidas do Houston Rockets na temporada 2007/2008. Agora, a equipe está atras apenas da série de 33 triunfos do Los Angeles Lakers no campeonato de 1971/1972.

LeBron James comandou o Heat na partida, com 37 pontos, 12 assistências, sete rebotes, sete assistências, dois roubos de bola e dois tocos enquanto Mario Chalmers fez 21. O Celtics não contou com Kevin Garnett, gripado e com dores na coxa esquerda, e viu Jeff Green brilhar na partida, com 43 pontos. Paul Pierce somou 17 pontos, oito rebotes e oito assistências, mas errou um arremesso de três pontos a três segundos do fim que daria a vitória ao Celtics.

O Heat chegou a estar 17 pontos atrás no placar durante o primeiro tempo, mas conseguiu a virada no último quarto para definir a sua vitória. Com 52 triunfos em 66 partidas, a equipe tem a melhor campanha da NBA e lidera a Conferência Leste. Já o Celtics soma 36 triunfos e 30 derrotas, na sétima colocação no Leste.

Sem Kobe Bryant pela segunda partida consecutiva, o Los Angeles Lakers perdeu, fora de casa, para o Phoenix Suns por 99 a 76, na noite de segunda. Luis Scola fez 14 pontos pelo Suns, todos eles no último quarto, vencido pela sua equipe por 28 a 10. Wesley Johnson também fez 14 pontos e Goran Dragic somou 12 pontos e 10 assistências. Assim, o Suns encerrou uma série de quatro derrotas, mas ocupa apenas a vice-lanterna da Conferência Oeste da NBA.

Steve Nash marcou 19 pontos contra sua ex-equipe, mas acertou apenas seis de 17 arremessos de quadra pelo Lakers, que teve aproveitamento de apenas 33%. Dwight Howard anotou 16 pontos e conseguiu 11 rebotes para o Lakers, que também não contou com Pau Gasol. Esta foi a quarta derrota seguida da equipe para o Suns. O time venceu seis dos últimos oito jogos e ocupa a oitava colocação no Oeste.

Também na noite de segunda, a série de três vitórias do Washington Wizards foi encerrada pelo Charlotte Bobcats, que o venceu, em casa, por 119 a 114. Gerald Henderson foi o cestinha da partida com 27 pontos para o Bobcats, que anotou os últimos 12 pontos da partida. Assim, a equipe conquistou o seu segundo triunfo nos últimos 14 jogos.

John Wall marcou 25 pontos pelo Wizards, enquanto Nenê Hilário também se destacou, com 21 pontos, sete rebotes e sete assistências nos 29 minutos em que permaneceu em quadra. Esta foi a sétima vez na temporada que o brasileiro anotou 20 pontos ou mais uma partida.

Mesmo assim, o time de Washington sofreu a terceira derrota em quatro jogos contra a pior equipe da Conferência Leste e da NBA, que soma apenas 15 triunfos em 67 partidas. Já o Wizards ocupa o 11º lugar no Leste, com 23 vitórias e 43 derrotas.

Confira os resultados da rodada de segunda-feira da NBA:

Philadelphia 76ers 101 x 100 Portland Trail Blazers

Charlotte Bobcats 119 x 114 Washington Wizards

Cleveland Cavaliers 90 x 111 Indiana Pacers

Atlanta Hawks 113 x 127 Dallas Mavericks

Detroit Pistons 82 x 119 Brooklyn Nets

Boston Celtics 103 x 105 Miami Heat

Chicago Bulls 118 x 119 Denver Nuggets

Memphis Grizzlies 92 x 77 Minnesota Timberwolves

New Orleans Hornets 72 x 93 Golden State Warriors

Phoenix Suns 99 x 76 Los Angeles Lakers

Utah Jazz 83 x 90 New York Knicks

Confira os jogos da rodada desta terça-feira da NBA:

Indiana Pacers x Orlando Magic

Milwaukee Bucks x Portland Trail Blazers

Oklahoma City Thunder x Denver Nuggets

Sacramento Kings x Los Angeles Clippers

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.