DIvulgação
DIvulgação

Lenda do basquete brasileiro, Mayr Facci morre aos 87 anos

Ex-jogador foi um dos destaques da seleção durante a década de 50

Estadão Conteúdo

11 Março 2015 | 13h53

O basquete brasileiro perdeu uma de suas lendas na madrugada desta quarta-feira. Morreu em Ponta Grossa, no interior do Paraná, Mayr Facci, aos 87 anos. O ex-jogador foi um dos principais destaques da seleção durante a década de 50, tendo participado de duas edições de Jogos Olímpicos.

Mayr Facci morreu em sua residência, vítima de uma deficiência circulatória. A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) se manifestou e disse "lamentar profundamente" o falecimento. "Nesse momento de dor e de pesar, a CBB lamenta e se solidariza aos familiares de Mayr."

Nascido na cidade de São Paulo, Mayr Facci começou a carreira no Catanduva, no interior do estado, passou por Cruzeiro Cestobol, Eldorado Paranaense, Guarani-PR, Corinthians-RS e Santa Maria, onde se aposentou em 1965.

Mas foi pela seleção brasileira que ele se firmou como um dos grandes nomes do basquete do País na década de 50. Foram 30 jogos oficiais com a camisa verde e amarela, sendo 12 em Jogos Olímpicos. Tanto em Helsinque, em 1952, quanto em Melbourne, em 1956, ele contribuiu para as campanhas que terminaram na sexta colocação. O ala também participou do Mundial de 1954, no qual o Brasil ficou com o vice-campeonato em casa.

Mais conteúdo sobre:
basquete Mayr Facci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.