Lesão leve não vai impedir ala Micaela de ir à Pequim

O resultado da ressonância magnética da ala Micaela, da seleção brasileira feminina de basquete, aliviou a jogador. O exame constatou apenas uma lesão leve, que não deve impedir a jogadora de participar dos Jogos Olímpicos de Pequim. A atleta sofreu uma lesão na região posterior da coxa direita durante o treino de terça-feira, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, em São Paulo."O exame mostrou que é uma lesão leve, somente dez por cento, o que significa que o tempo de recuperação será por volta de duas semanas. A atleta deve ficar em repouso, tomando antiinflamatório e fazendo tratamento de fisioterapia", explicou Karina Levy, médica da seleção brasileira. O técnico da seleção, Paulo Bassul, se mostrou aliviado com o resultado do exame. "A Micaela é fundamental para nós. Além de excelente jogadora, ela está numa fase fantástica. Duas semanas de recuperação é um prazo totalmente administrável. Tenho certeza que vai chegar cem por cento em Pequim", afirmou. A ala Micaela não se abalou com a lesão. "Sinto um pouco de dor se eu andar muito rápido, como se fosse uma cãimbra forte. Vou repousar, seguir as instruções médicas e fazer todo o tratamento necessário para ficar zerada novamente. Não será isso que vai me tirar de Pequim", declarou a atleta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.