Kyle Terada/USA Today Sports
Kyle Terada/USA Today Sports

Líder de estatísticas nos playoffs, Kawhi pode evitar outro tricampeonato na NBA

Ala é o principal destaque do Toronto Raptors, que pode derrotar o Golden State Warriors no jogo 5 da final e ser campeão nesta segunda-feira

Rodrigo Luiz, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2019 | 10h00

Renascido após duas temporadas lesionado, Kawhi Leonard não cansa de relembrar os fãs da NBA sobre a sua qualidade dentro de quadra. Principal destaque do Toronto Raptors, ele tem comandado a equipe na disputa da final contra o Golden State Warriors, que pode ser encerrada nesta segunda-feira em caso de nova vitória do time canadense em casa e, assim, pondo fim a tentativa de tricampeonato consecutivo do time de Stephen Curry e cia.

O ala, que foi poupado em algumas partidas da temporada regular, chegou aos playoffs 'na ponta dos cascos'. Ele ficou afastado por quase dois anos inteiros por sofrer uma grave lesão no joelho quando ainda atuava e, inclusive, era a principal estrela do San Antonio Spurs. Após entrevero com o treinador Gregg Popovich e o elenco da equipe do Oeste, que tinha dúvidas sobre sua real condição física, ele chegou a 'sumir' das vistas de jogadores, técnico e diretoria e seu comportamento o fez ser trocado por DeMar DeRozan.

Se chegou ao novo time em baixa, o jogador de 27 anos se adaptou rapidamente e vive grande fase em seu primeiro - e talvez, único - ano no Canadá. Ele foi o maior nome das vitórias sobre o Orlando Magic na primeira rodada da Conferência Leste, Philadelphia 76ers na semifinal - com direito à histórica cesta no estouro do cronômetro no jogo 7 da série - e contra o Milwaukee Bucks na decisão local, contra o time com maior aproveitamento na temporada, em seis partidas.

Se está bem acompanhado pelas ótimas fases de Kyle Lowry e Pascal Siakam, armador e ala-pivô titulares, além das miras certeiras de Danny Green e Fred VanVleet e a força de Marc Gasol e Serge Ibaka, o desempenho do camisa 2 dos Raptors é o mais efetivo de todos os citados: ele está liderando as estatísticas dos playoffs em pontos, rebotes, roubos de bola, lances livres convertidos e porcentagem de acertos, além de minutos em quadra.

Com médias de 30,8 pontos, 10,3 rebotes, 4,0 assistências e 2,0 roubos de bola por partida somente nas finais, ele tem acertado 44,7% dos arremessos totais. Ele é, ainda, apenas o quarto atleta da história a anotar 30 pontos em ao menos 14 partidas de pós-temporada, junto com Kobe Bryant (15), Hakeem Olajuwon e Michael Jordan (16 cada).

EVITAR MAIS UM TRI?

Os números atuais de Kawhi o credenciam a repetir um feito de cinco anos atrás. Na ocasião, quando atuava pelo San Antonio Spurs, ele foi o grande nome do título sobre o Miami Heat, que então tinha o estelar trio formado por LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, que tentava o terceiro título consecutivo da liga após derrotar Oklahoma City Thunder em 2012 e o próprio Spurs em 2013.

A vitória do time texano provocou, inclusive, o 'desmanche' do plantel da equipe da Flórida: LeBron voltou para o Cleveland Cavaliers na temporada seguinte, para tentar ser campeão no time que o revelou - e conseguiu um ano depois; Bosh descobriu uma embolia pulmonar em 2015 e nunca mais conseguiu atuar em alto nível, até se aposentar no início de 2019 depois de frustradas tentativas de voltar a jogar; e Wade se transferiu para o Chicago Bulls em 2016, voltando dois anos depois para também se aposentar no último mês de abril.

Se em 2014 Leonard evitou o tricampeonato consecutivo do Heat, desta vez ele poderá fazer o mesmo com os Warriors, que venceram o Cavaliers de LeBron nas duas últimas temporadas. E também, quem sabe, provocar um novo desmanche de elenco: Kevin Durant e Klay Thompson estão em fim de contrato com o time da Califórnia e têm suas saídas especuladas pela imprensa norte-americana. DeMarcus Cousins é outro que não deverá prosseguir no time, uma vez que assinou contrato por apenas um ano e por valores bastante reduzidos. Andre Iguodala, por sua vez, tem 35 anos e futuro incerto tanto em Oakland, como na liga.

O jogo 5 da final entre Toronto Raptors e Golden State Warriors está marcado para às 22 horas (de Brasília). Vencendo a série por 3 a 1, o time canadense pode ser campeão pela primeira vez na sua história em caso de novo triunfo em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.