Kyle Terada/USA Today Sports
Kyle Terada/USA Today Sports

Líder no Leste, Cavaliers surpreende e demite técnico

David Blatt teria problemas com o astro da equipe, LeBron James

Estadão Conteúdo

23 Janeiro 2016 | 11h12

O Cleveland Cavaliers é o atual vice-campeão da NBA e lidera a Conferência Leste nesta temporada regular. Mesmo assim, os proprietários da franquia não estão satisfeitos. Montaram um time para ser campeão e, ao que tudo indica, isso não é provável que aconteça. Acabou sobrando para o técnico David Blatt, demitido na sexta-feira à noite.

Para a imprensa norte-americana, Blatt, um dos mais bem-sucedidos técnicos da história recente do basquete europeu, foi demitido porque não se entendia com LeBron James, astro da franquia. O clima no vestiário não é bom e a direção do Cavaliers preferiu que a corda rompesse do lado mais fraco, do treinador.

"Algumas vezes você pode vencer partidas na temporada regular e ficar pior. Nós estávamos regredindo há algum tempo. Eu estou sempre no nosso vestiário e eu sei que existe uma desconexão lá agora", disse o principal executivo da franquia, David Griffin, em entrevista coletiva, para justificar a demissão.

Desde que assumiu o comando do Cavaliers, há uma temporada e meia, Blatt levou a equipe a 83 vitórias e apenas 40 derrotas na temporada regular. Nos playoffs, ajudou o time de Cleveland a ser campeão do Leste em 2015. Na atual temporada, o time tem 30 vitórias e apenas 11 derrotas, mas levou incontestáveis 132 a 98 do Golden State Warriors, em casa, na segunda-feira.

"Eu sei que parece loucura quando você está com uma campanha de 30-11. Eu entendo isso. Mas nós estamos com 30-11 com uma tabela que foi relativamente fácil. Eu estou julgando muito mais do que vitórias e derrotas", argumentou Griffin, que garantiu que não consultou LeBron ou qualquer jogador sobre a decisão.

Quem fica no lugar de Blatt é Tyronn Lue, que foi contratado para ser assistente de Blatt quando este chegou a Cleveland. Lue faz sua estreia já neste sábado, diante do Chicago Bulls, em casa.

Mais conteúdo sobre:
basqueteNBACleveland Cavaliers

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.