Reprodução Twitter @NBB
Reprodução Twitter @NBB

LNB planeja organizar mais um Jogo das Estrelas no Ibirapuera

Receptividade anima o presidente João Fernando Rossi

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2017 | 14h01

O Jogo das Estrelas do NBB acontece pela primeira vez em São Paulo neste domingo, mas, ao que tudo indica, o ginásio do Ibirapuera será utilizado mais vezes. O presidente da Liga Nacional de Basquete, João Fernando Rossi, confirmou que quer organizar o evento novamente no local no próximo ano.  

Na avaliação do dirigente, São Paulo necessitava de um evento deste porte. "São Paulo está ativada, isso nós sentimos. Ela estava dormindo. A Liga Nacional, ao lado de atletas, patrocinadores e clubes chegam para acordar", afirmou. "Este evento é muito importante porque dá um norte de que a cidade pode ser uma boa referência para o próximo Jogo das Estrelas. O sucesso está sendo tão grande que já estamos pensando em viabilizar para o ano que vem em São Paulo", completou.

Todos os ingressos estão esgotados para o evento. A festa começa às 10h, com o Desafio de Habilidade. Na sequência teremos o Torneio de Três Pontos e de Enterradas e o Jogo das Celebridades, com participação de Thiago Braz, medalhista de ouro no salto com vara nos Jogos Olímpicos do Rio. 

O evento principal, o jogo entre NBB Brasil e NBB Mundo, está prevista para iniciar 13h. A banda Jota Quest será responsável pelo show do intervalo. "Vamos oferecer uma experiência única", comentou Rossi, que promete um evento ainda melhor em 2018. "Tivemos de organizar tudo em um tempo muito curto. O planejamento para o Jogo das Estrelas do próximo ano vai começar em dez dias."

Revelado pelo Pinheiros e atualmente no Brasília, o ala-pivô Guilherme Giovannoni afirmou que está bastante empolgado em atuar no Ibirapuera. Aos 36 anos, ele revelou que nunca atuou no tradicional ginásio, palco, por exemplo, do título mundial do Sírio, em 1979, um ano antes de ele nascer.  

"É um grande prazer voltar para São Paulo, cresci jogando pelo Pinheiros, e também uma realização porque nunca joguei no Ibirapuera. Depois de tanto tempo de carreira, estrear neste ginásio, é uma grande realização", afirmou o jogador.

Além do eventos dentro do ginásio, os fãs do basquete poderão usufruir de diversas atrações do lado de fora, como o espaço #JogaJunto, que vai incluir o Espaço Caixa com cestas e competições de basquete, como 1×1 e disputa de arremessos, além de distribuição de brindes, e a Casa Sky, que terá uma quadra coberta e várias atividades, como clínicas de basquete Desafio Cestas Impossíveis com o público e o Desafio de Habilidades contra o Canal Chuá, e  Food Trucks. 

Tudo o que sabemos sobre:
BasqueteLiga Nacional de Basquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.