Hannah Foslien/AFP
Hannah Foslien/AFP

Los Angeles Sparks faz cesta no fim e conquista título da WNBA após 14 anos

Nneka Ogwumike foi a grande estrela da noite ao acertar arremesso a 3s1 do final do jogo contra o Minnesota Lynx

Estadão Conteúdo

21 Outubro 2016 | 09h04

Com uma cesta de Nneka Ogwumike a 3s1 do fim, o Los Angeles Sparks superou o Minnesota Lynx por 77 a 76, fora de casa, na noite de quinta-feira, e conquistou o seu primeiro título em 14 anos da WNBA, a liga feminina de basquete dos Estados Unidos, ao fechar a série decisiva em 3 a 2. O Lynx era o atual campeão.

A cesta decisiva foi o último ato da MVP da temporada regular, que fechou a partida decisiva com 12 pontos e 12 rebotes. Mas o prêmio de MVP das finais foi para Candace Parker, que conquistou o seu primeiro título da WNBA e terminou o jogo de quinta-feira com 28 pontos e 12 rebotes.

O final do jogo foi eletrizante. Rebekkah Brunson acertou um de dois lances livres para colocar o Lynx em vantagem de 74 a 73 a 23 segundos do fim. Parker respondeu com uma bandeja na outra extremidade da quadra, mas depois Maya Moore recolocou o time de Minnesota na frente quando faltavam 15 segundos. Só que aí apareceu Ogwumike para definir a conquista do Sparks, que não pôde ser impedida pelo arremesso do meio da quadra de Lindsay Whalen.

 

Moore fez 23 pontos e deu 11 assistências para o Lynx, que tentava faturar o quarto título, sendo o segundo consecutivo para igualar o Houston Comets, o maior vencedor da WNBA. Mas a festa ficou para o Sparks e o seu proprietário, Magic Johnson, que esteve presente ao Target Center, em Minneapolis, para acompanhar a conquista.

O Sparks teve a segunda melhor campanha da temporada regular da WNBA, que deixou de adotar o sistema de playoffs por conferência, atrás apenas do Lynx. E antes da série decisiva, passou pelo Chicago Sky nas semifinais. Agora conquistou o seu terceiro título da WNBA, sendo que os outros foram em 2001 e 2002.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.