Divulgação/CBB
Divulgação/CBB

Luiz Augusto Zanon assume seleção feminina de basquete do Brasil

Pela primeira vez no comando de uma equipe nacional, ele ocupará cargo de Luiz Cláudio Tarallo

AE, Agência Estado

28 de março de 2013 | 11h21

SÃO PAULO - A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) confirmou nesta quinta-feira que Luiz Augusto Zanon é o novo técnico da seleção feminina do Brasil. Pela primeira vez no comando de uma equipe nacional, ele assumirá o cargo que vinha sendo ocupado anteriormente por Luiz Cláudio Tarallo, cujo contrato foi encerrado em dezembro.

Atual técnico da equipe de Americana, que está na final da Liga de Basquete Feminina (LBF), na qual enfrentará o Sport pelo título do principal torneio nacional do país entre as mulheres na modalidade, Zanon admitiu surpresa com o fato de ter sido procurado pela CBB para o cargo, mas comemorou a maior oportunidade de sua carreira como treinador.

"Confesso que não esperava esse convite agora. Posso garantir que é uma satisfação e um privilégio ser o técnico da seleção brasileira. Temos um trabalho árduo pela frente e todas as condições para colocar novamente o Brasil entre os quatro melhores do mundo. É um desafio que vamos conseguir vencer", disse o novo comandante do time feminino do Brasil, confiante, ao site oficial da CBB.

Zanon chega ao cargo depois de o Brasil ter realizado uma decepcionante campanha nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano passado, quando a equipe então dirigida por Tarallo ficou em nono lugar e obteve apenas uma vitória na competição. Agora, a seleção terá como próximos desafios o Campeonato Sul-Americano, em junho, e o principal objetivo nesta temporada será a conquista de uma vaga no Campeonato Mundial da Turquia, em 2014.

"Estamos dando início a um ciclo olímpico que termina nos Jogos do Rio, em 2016. No Campeonato Sul-Americano, marcado para o mês de junho, o objetivo é manter a hegemonia do continente. Na Copa América do México, em setembro, a meta é buscar o título e a vaga para o Mundial", projetou Zanon, prometendo também que não medirá esforços para ter as melhores jogadoras vestindo a camisa da seleção brasileira.

"Na minha forma de trabalhar, vou sempre convocar e contar com as melhores jogadoras em atividade, sejam elas as mais experientes ou as com menos bagagem internacional. Não abro mão de ninguém. Vamos mesclar as gerações para sempre termos um time forte e competitivo. O importante é pensar e trabalhar em prol do basquete feminino brasileiro", encerrou.

Com 49 anos de idade, Zanon foi o primeiro técnico de basquete do País a vencer, tanto no masculino quanto no feminino, os Campeonatos Paulista e Brasileiro. Ele dirigiu a equipe masculina de Limeira entre 2004 e 2009, tendo sido campeão nacional em 2006 e estadual em 2008, e está na direção do time feminino de Americana desde 2009, sendo que acumulou pela equipe os títulos do Paulista de 2010 e 2012, ano em que também se sagrou vencedor do Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.