Lula quer o COC atento em Bauru

Seriedade e força são as palavras-chaves que o técnico Aluísio Ferreira, o Lula, está usando para não deixar os jogadores do COC/Ribeirão se desligarem e perderem a concentração no playoff semifinal do Campeonato Brasileiro de Basquete Masculino. Com a vantagem de uma vitória, em casa, o COC enfrentará o Tilibra/Bauru, nesta sexta, às 20h, no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, no segundo confronto da "guerra" da melhor-de-cinco partidas. "Em tática de guerra, não cometendo erros é que se tem a garantia da vitória", diz Lula, que não quer o COC errando e dando chances ao adversário. "O time está forte e sério e é isso que eu quero, pois assim é difícil ter uma dispersão na partida." O treinador do time ribeirão-pretano, que é o atual campeão paulista e pode chegar à sua segunda final consecutiva de brasileiro, garante que até os jovens jogadores demonstram maturidade nos momentos decisivos, como o armador Eric, de 18 anos, que é o reserva de Nezinho, já que Álvaro está contundido. O time-base do COC de Lula é formado por Nezinho, Renato, Guilherme, Márcio e Lucas. O Bauru, dirigido por Guerrinha, ex-jogador e treinador do COC (comandou o time de Ribeirão Preto na primeira decisão nacional) começará o jogo com Leandrinho, Vanderley, Jefty, Josuel e Brasília. O Bauru tem vantagem de poder fazer três partidas em casa, caso necessário. O COC tentará, pelo menos, uma vitória fora para decidir diante de sua torcida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.