Mavericks continua sua impressionante campanha na NBA

O ala LeBron James chegou a Dallas à frente do Cleveland Cavaliers disposto a romper a seqüência vitoriosa do Dallas Mavericks e marcou 39 pontos, mas sua equipe perdeu por 95 a 92. James, nos 13,7 segundos, errou dois lances livres e duas tentativas de três pontos. Dirk Nowitzki liderou o Mavericks (49-9), que conseguiu empatar a melhor seqüência da sua história, com 14 vitórias seguidas. O ala alemão, escolhido Jogador do mês em fevereiro na NBA, somou 24 pontos, 11 rebotes e sete assistências. O Mavericks só perdeu duas vezes desde 11 de dezembro. Em fevereiro, ficou invicto durante um mês, pela primeira vez em sua história. E Avery Johnson foi nomeado treinador do mês. No Cavaliers, James também deu cinco assistências e pegou três rebotes. O ala brasileiro Anderson Varejão jogou 28 minutos e foi o líder no jogo defensivo, com oito pontos (4 de 6 arremessos de quadra), 12 rebotes, duas bolas roubadas e um toco. Em Portland, o pivô novato LaMarcus Aldridge - que voltou a ser titular com a lesão de Joel Przybilla - anotou 30 pontos, sua melhor marca como profissional, e o Trail Blazers venceu por 127 a 90 o Charlotte Bobcats. Aldridge também pegou seis rebotes e deu dois tocos para o Trail Blazers (25-34), que vinha de uma seqüência de duas derrotas. O dono da equipe, Paul Allen, decidiu não renovar o contrato do presidente e gerente geral Steve Patterson. Durante o intervalo, Allen afirmou compromisso de continuar à frente da franquia e comprar o Rose Garden Arena. O Bobcats, envolvido em boatos sobre a possível chegada na próxima temporada de Larry Brown ao banco e do ala-armador Vince Carter, teve Matt Carroll como líder, com 20 pontos. Em Seattle, o ala Rashard Lewis, com 31 pontos, voltou a ser o líder no ataque do Supersonics, que venceu por 77 a 75 o Los Angeles Clippers. Lewis também anotou sete rebotes e cinco assistências. A 24,8 segundos do fim, ele converteu a cesta decisiva, dando uma vantagem parcial de 77-73 ao Sonics (23-35). O ala Elton Brand, no último segundo, tentou a cesta do empate, mas errou o arremesso. Ele foi o melhor do ataque do Clippers (28-30), com 22 pontos, oito rebotes, três assistências, uma roubada de bola e um toco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.