Hans Deryk/Reuters
Hans Deryk/Reuters

Miami Heat bate Chicago Bulls e faz 2 a 1 na final do Leste na NBA

Chris Bosh e LeBron James lideraram equipe na vitória por 96 a 85, em casa, neste domingo

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 08h51

MIAMI - O Miami Heat se impôs em casa e fez 2 a 1 na final da Conferência Leste ao derrotar o Chicago Bulls, em casa, por 96 a 85, na noite de domingo. Agora, a equipe, que iniciou a série sendo derrotada fora de casa, precisa de mais duas vitórias para disputar a final da NBA, o que não acontece desde 2006. Além disso, o Heat permanece invicto como mandante nos playoffs da temporada 2010/2011, com sete vitórias.

Chris Bosh errou os seus três primeiros arremessos no confronto, mas depois se recuperou e liderou o Miami, com já havia ocorrido na primeira partida da série, quando fez 30 pontos, mas viu sua equipe perder por 103 a 82. Dessa vez, porém, conseguiu a vitória. Bosh acertou 13 dos seus últimos 15 tiros e terminou o duelo com 34 pontos. LeBron James conseguiu um "double-double" com 22 pontos e dez assistências.

Dwyane Wade marcou 17 pontos e obteve nove rebotes para o Miami, que praticamente definiu a sua vitória quando anotou nove pontos seguidos e fez 87 a 74 quando faltavam 5 minutos para o final do duelo. E, apesar do equilíbrio da partida, o Heat esteve atrás do placar por apenas 3 minutos e 22 segundos.

Carlos Boozer conseguiu um "double-double", com 26 pontos e 16 rebotes, pelo Chicago, que derrotou o Miami nos quatro primeiros confrontos da temporada. Derrick Rose anotou 20 pontos, mas converteu apenas oito dos 19 arremessos de quadra. A quarta partida da final da Conferência Leste será disputada na terça-feira, novamente em Miami.

Já as finais da Conferência Oeste da NBA prosseguem nesta segunda-feira, com o Oklahoma City Thunder recebendo o Dallas Mavericks, que lidera por 2 a 1, para a disputa da quarta partida da série.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBAMiami HeatChicago Bulls

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.