Minas surpreende Joinville fora pelas quartas do NBB

Equipe mineira vence por 76 a 72 e abre 1 a 0 na série melhor de cinco partidas

AE, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 19h20

O Pitágoras/Minas surpreendeu o Ciser/Araldite/Univille/Joinville na noite desta quarta-feira para sair em vantagem nas quartas de final do Novo Basquete Brasil (NBB). Fora de casa, o time mineiro venceu por 76 a 72 e abriu 1 a 0 na série melhor de cinco partidas, ficando a duas vitórias em casa da classificação às semifinais.

Quarto colocado na fase de classificação, o Minas prometia fazer um confronto equilibrado contra o Joinville, que terminou em quinto ao final dos dois turnos. O início do jogo ainda foi parelho, mas o time visitante logo se impôs no segundo quarto, indo para o intervalo com 41 a 32 no placar.

A reação do Joinville veio no terceiro período, quando encostou no marcador e voltou para o jogo. A diferença seguiu próxima até os minutos finais. O Minas, porém, foi melhor nos momentos decisivos para se manter à frente e ainda abrir uma margem de segurança no fim, ficando com a vitória fora de casa.

Além do triunfo, o time visitante também teve o cestinha da partida, com o pivô Drudi, autor de 20 pontos e oito rebotes. Outros três jogadores do Minas terminaram com 12 pontos: o pivô Murilo, o armador Luiz Felipe e o ala norte-americano Jeffries. Mas o armador argentino Sucatzky também mereceu destaque, com seu duplo-duplo de dez pontos e o mesmo número de assistências.

Pelo Joinville, o melhor foi o ala/armador Audrei, com 17 pontos. Os armadores Espiga e Manteiguinha anotaram 12 pontos cada e Shilton foi o destaque no garrafão. Além dos nove pontos, o pivô ainda agarrou 11 rebotes.

A segunda e terceira partidas da série serão disputadas na casa do Minas, em Belo Horizonte. A próxima será nesta sexta-feira, às 20 horas, e a outra já no sábado, às 19h30. O Joinville precisa vencer uma delas para evitar a eliminação e ter o direito de mandar mais um confronto em casa.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBBMinasJoinville

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.