Brito Júnior/Divulgação
Brito Júnior/Divulgação

Mogi bate Brasília com cesta nos segundos finais

Time da capital federal liderou até o último minuto, mas acabou superado com arremesso certeiro do norte-americano Shamell

O Estado de S. Paulo

16 de janeiro de 2015 | 23h28

Numa das partidas mais emocionantes desta semana pelo NBB, o Mogi das Cruzes/Helbor derrotou o Uniceub/Brasília, na Capital Federal, por 88 a 86, com uma cesta do norte-americano Shamell nos segundos finais. Com esse resultado, o time comandado pelo técnico Paco García soma nove vitórias em 15 jogos, o que o situa com a quinta melhor campanha, ao lado do São José/Unimed e de Franca.

A partida, válida pela oitava rodada, adiada devido à participação mogiana na Liga Sul-Americana, parecia se encaminhar para outro desfecho. Brasília chegou a abrir 13 pontos de diferença no terceiro quarto e estava na frente até o último minuto de jogo. Mas Mogi nunca desistiu e conseguiu a virada a 11 segundos do fim.

O cestinha de Mogi foi o armador Elinho, com 18 pontos. Shamell contribuiu com 15, sendo nove deles no último quarto.



"Esse time de Brasília é muito bom e uma vitória aqui é muito especial para a gente. Nosso time jogou unido e não deixou de acreditar que dava para vencer", comemorou o pivô do Mogi, Tyrone Curnell, que colaborou com 11 pontos e seis rebotes no jogo.

Brasília está perigosamente perto da zona de clubes que não se classificam para os play-offs - com cinco vitórias em 15 jogos, ocupa o 11º lugar, ao lado de Macaé. Classificam-se 12 times.

Enquanto isso, o São José estreou com vitória sobre os Leones de Managua, da Nicarágua, por 100 a 68, pelo Grupo A da Liga das Américas, no ginásio Lineu de Moura, na capital do Vale do Paraíba. No outro jogo do grupo, o Peñarol da Argentina derrotou o Fuerza Regia, do México, por 84 a 72. Neste sábado, a partir das 18h15, o São José enfrenta o time mexicano. Também neste sábado, pelo NBB, o Flamengo recebe a Liga Sorocabana, a partir das 19h.




Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.