Fiba
Fiba

Mundial Masculino de Basquete de 2019 será na Ásia, anuncia Fiba

Federação Internacional de Basquete adotará o rodízio de continentes, como ocorre na Copa do Mundo de futebol

O Estado de S.Paulo

16 Março 2015 | 18h08

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) anunciou nesta segunda-feira que o Mundial de Masculino de 2019 será em um país asiático, adotando, assim, o rodízio de continentes já visto na Copa do Mundo de futebol. Desta forma, Alemanha, Turquia e Catar, que eram candidatas, deverão concorrer ao Mundial de 2023.

Pelo que explicou a Fiba, a decisão foi tomada pelo seu comitê executivo, que ficou reunido entre quinta e sexta-feira da semana passada. Assim, China e Filipinas são as duas únicas candidatas a receber o Mundial de 2019, em decisão que deverá ser tomada no próximo mês de junho.

As Filipinas já foram escolhidas para sediar um Mundial de Basquete, em 1962, mas abdicaram do direito por problemas políticos - o país se recusou a aceitar as delegações de países comunistas. Na ocasião, o Brasil acabou recebendo o Mundial de última hora.

Desta vez, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) chegou a se colocar como candidata a receber o Mundial de 2019, mas voltou atrás alegando altos custos da competição, além da necessidade de apoio governamental.

O Mundial de 2019 será o primeiro com um novo formato, com eliminatórias durando dois anos, em sistema parecido com o do futebol. A competição vai voltar a ser realizada em ano ímpar (para fugir da competição com a Copa do Mundo) e terá 32 times pela primeira vez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.