Joe Skipper/Reuters
Joe Skipper/Reuters

Na prorrogação, Miami Heat vence Chicago Bulls e abre 3 a 1 em final

Equipe fica a apenas uma vitória de garantir seu lugar na final da temporada 2010/11 da NBA

AE, Agência Estado

25 de maio de 2011 | 07h31

MIAMI - Com atuação inspirada de LeBron James na prorrogação, o Miami Heat derrotou o Chicago Bulls por 101 a 93, na noite desta terça-feira, em casa, e ampliou a vantagem na final da Conferência Leste da NBA. Depois de um empate por 85 a 85 no tempo normal, os anfitriões abriram 3 a 1 na série melhor-de-sete no confronto decisivo.

LeBron James foi o destaque do jogo, ao assumir o comando do time na prorrogação e registrar o maio número de pontos da partida. Foram 35, além de seis rebotes e seis assistências. Chris Bosh anotou 22 pontos, enquanto Dwyane Wade, em noite mais apagada, contribuiu com 14.

Do outro lado da quadra, Derrick Rose foi o destaque do Bulls, com 23 pontos. Apesar de ser o maior pontuador dos visitantes, o melhor jogador da temporada fico aquém do esperado nos momentos decisivos. Luol Deng e Carlos Boozer contribuíram com 20 pontos cada. O segundo registrou um double double, com 11 rebotes.

O quarto duelo da decisão do lado Leste foi marcado mais uma vez pelo equilíbrio. Mesmo jogando fora de casa, o Bulls saiu na frente, levando a melhor no primeiro quarto. O Miami reagiu no segundo período, mas voltou a ser superado no terceiro quarto. Contudo, mostrou forte recuperação na última parcial e levou o duelo para a prorrogação, vencida por 16 a 8.

Com a terceira vitória na série, o Miami ficou a apenas um triunfo da vaga na grande decisão da NBA. O próximo jogo será disputado na noite de quinta-feira, em Chicago. Quem levar a melhor no confronto terá pela frente o vencedor de Dallas Mavericks e Oklahoma City Thunder.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBAChicago BullsMiami Heat

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.