Marj J.Terrill/AP
Marj J.Terrill/AP

'Não vou dormir enquanto o trabalho não estiver finalizado', diz LeBron James

Los Angeles Lakers precisa de apenas mais uma vitória sobre o Miami Heat para garantir o título da NBA

Redação, Estadão Conteúdo

07 de outubro de 2020 | 09h27

Após perder o jogo 3 das Finais da NBA, o Los Angeles Lakers se recuperou na noite de terça-feira e voltou a vencer o Miami Heat, por 102 a 96. Com 3 a 1 na série, a equipe da Califórnia ficou a apenas uma vitória de conquistar o título. E, se depender de LeBron James, a fatura será finalizada na sexta-feira.

"Neste momento da temporada, não me importa descansar ou dormir. Dentro de uma semana, no máximo, eu vou poder descansar. Poderei descansar por um mês inteiro, se quiser", disse o astro, após o triunfo desta terça, em Orlando, no Complexo da Disney. "O trabalho não está finalizado."

O autor de 28 pontos, 12 rebotes e oito assistências no jogo disse ter mandado mensagem para animar os companheiros de time horas antes da partida. "Nesta manhã, depois da reunião do time, senti esta vibração, senti que, para mim, esta seria uma das grandes partidas da minha carreira."

O objetivo de LeBron era estimular os jogadores após a derrota sofrida no jogo anterior, a primeira dos Lakers nesta final. "Percebi que, se queremos ser campeões, devemos ter a mesma atitude e ambição."

Anthony Davis, principal apoio de LeBron no time, admitiu que a equipe precisava de um novo ânimo após o revés para o Heat. "Ficamos mal pelo jeito como jogamos o jogo 3 e nosso líder nos disse que esta era uma vitória obrigatória. Acho que jogamos com uma maior sentido de urgência hoje", afirmou.

Do outro lado, o Miami Heat reconheceu a superioridade do rival, mas sem desanimar. "Como eu sempre digo, eles são um time muito, muito bom. E precisamos jogar quase à perfeição para vencê-los. Não fizemos isso nesta noite. Vamos aprender com isso porque não podemos perder mais uma", disse Jimmy Butler, uma das referências do time.

Responsável por 22 pontos na noite de terça, ele garantiu que a equipe da Flórida não vai desanimar. "Teremos que ser melhores, sabemos que podemos ser melhores. Já demos mostra de como podemos jogar bem, mas cometemos erros cruciais no ataque e na defesa. Queremos ganhar e nossa confiança não vai a lugar nenhum. Está alta e vou garantir que siga alta porque vamos precisar do nível máximo para conquistar a próxima vitória."

O técnico do Heat, Erik Spoelstra, também garantiu que a equipe não se abalará com a nova derrota. "Eu simplesmente adorei o jeito como eles competiram. Gosto de ver a resposta deles entre as quatro linhas. Tivemos alguns momentos de verdade nos minutos finais do jogo", avaliou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.