Arquivo/AE
Arquivo/AE

Nash nos Suns, Wilcox chega a Detroit e Telfair nos Clippers

Armador canadense desiste de ser agente livre e renova com o time de Phoenix para a temporada da NBA

EFE

21 de julho de 2009 | 10h34

O veterano armador canadense Steve Nash renovou contrato com o Phoenix Suns por mais duas temporadas na NBA, desistindo da ideia de ser agente livre.

Pelo novo contrato, o jogador ganhará US$ 13,1 milhões (R$ 24,7 milhões). O salário será inferior aos US$ 22 milhões (R$ 41,6 milhões) que levará na próxima temporada, mas bem acima do que tinha sido proposto inicialmente pelo Phoenix.

Duas vezes eleito como jogador mais valioso (MVP, em inglês) da temporada, o canadense estaria de malas prontas para se transferir para o New York Knicks na próxima temporada.

O técnico Mike D'Antoni, que trocou Phoenix por Nova York, é um confesso admirador do jogador por sua postura tanto dentro como fora de quadra.

Aos 35 anos e 15 de carreira na NBA, Nash teve médias de 15,7 pontos e 9,7 assistências em 74 partidas na última temporada.

A equipe do ala brasileiro Leandrinho também manteve o veterano ala Grant Hill, mas a grande incógnita é a permanência de Amare Stoudemire, cujo futuro só será definido em outubro.

OUTROS TIMES

Já o Detroit Pistons chegou a um acordo de dois anos com o agente livre Chris Wilcox, por US$ 6 milhões. Ele chegará para o lugar do ala-pivô Antonio McDyess, agora no San Antonio Spurs.

Wilcox vem de uma temporada ruim defendendo Oklahoma Thunder e o Knicks, com média de 7,2 pontos por temporada.

Outra equipe que se movimenta no mercado da liga é o Minnesota Timberwolves, que anunciou a troca do armador Sebastian Telfair pelo ala-armador Quentin Richardson, que estava no Los Angeles Clippers.

Outro jogador que mudou de franquia foi o ala Jamario Moon, que deixou o Miami Heat e assinou por dois anos com o Cleveland Cavaliers, do brasileiro Anderson Varejão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.