Elsa/AFP
Elsa/AFP

NBA anuncia baixas de Ben Simmons e Joel Embiid no All-Star deste domingo

Jogadores do Philadelphia 76ers tiveram contato com pessoa que testou positivo para covid-19; ambos estão isolados

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de março de 2021 | 15h22

Companheiros de Philadelphia 76ers, o armador Ben Simmons e o pivô Joel Embiid são baixas de última hora para o All-Star Game (Jogo das Estrelas) deste domingo. A informação das ausências foi confirmada pela NBA, que aproveitou para anunciar Zion Williamson como substituto do jogador camaronês. A dupla teve contato com pessoas infectadas pela covid-19.

Ambos Simmons e Embiid estiveram com um barbeiro horas antes da tradicional festividade, que este ano é realizada em Atlanta em com formato adaptado. O profissional, que se encontra próximo à cidade de Philadelphia, testou positivo para o coronavírus depois de passar por exames extras neste domingo, depois de resultados inconclusivos prévios. As informações são da ESPN americana.

Joel Embiid seria titular no time de Kevin Durant, enquanto Simmons era um dos suplentes do plantel de LeBron James. Como a notícia surgiu em cima da hora, a NBA não teve planos para repor os lugares deixados pelos atletas. A liga informou apenas que Williamson, promessa do New Orleans Pelicans, começará jogando a partida festiva.

Os dois jogadores dos Sixers viajaram a Atlanta neste sábado à noite, em aeronaves particulares. Então, quando pousaram na cidade sede, foram isolados em quarentena imediatamente, como manda o protocolo do evento para todos os participantes. A NBA, apesar de bater o pé e insistir na realização da festividade, teme por um surto de covid-19, principalmente em se tratando de uma noite que reúne os principais jogadores da liga. A entidade adotou medidas drásticas para garantir a segurança sanitária dos jogadores, ao chegar e sair do local.

Paul George, jogador do Los Angeles Clippers e companheiro de Ben Simmons no Time LeBron disse não concordar com a realização do evento. "Tem situações como as que estamos lidando hoje, é um momento lamentável para o mundo todo, onde nossa saúde e segurança estão em constante ameaça", analisou em entrevista neste domingo. "Eu pessoalmente não concordo com o jogo, mas é o que é."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.