NBA: Celtics e Lakers põem à prova o favoritismo nos playoffs

Os dois líderes das conferências Leste e Oeste começam, a partir deste sábado, a disputa final pelo título

Alan Rafael Villaverde, estadao.com.br

18 de abril de 2008 | 10h18

Uns sequer tentaram. Outros ficaram pelo caminho, enquanto alguns morreram perto do sonho. Ao final, 16 times conquistaram o direito de disputar os playoffs da temporada 2007/08 da NBA, que começam neste fim de semana. Depois de uma árdua temporada, as melhores equipes disputam a chance de fazer a final da liga de basquete mais famosa do mundo. O caminho, seja ele o leste ou o oeste, não é nada fácil.Da Conferência Leste vem o time que ressurgiu das cinzas, o tradicional Boston Celtics, que contou com a chegada de dois atletas cruciais: o armador Ray Allen e o ala-pivô Kevin Garnett, para terminar a temporada regular com o melhor desempenho da liga: 66 vitórias e apenas 16 derrotas.Numa situação parecida, o Los Angeles Lakers deixou uma temporada ruim para trás para conquistar a primeira posição da Conferência Oeste, com a ótima atuação do astro Kobe Bryant que, finalmente, deverá ganhar o seu sonhado prêmio de MVP (jogador mais valioso da temporada). Destaque também para o espanhol Pau Gasol, que chegou oriundo de uma troca inesperada com o Memphis Grizzlies.Celtics e Lakers são os times mais tradicionais da NBA, e suas ótimas campanhas fazem torcedores pelo mundo afora sonharem com a repetição da final que colocou a NBA no patamar que se encontra hoje. Afinal, qual fá do esporte não se lembra dos confrontos entre Larry Bird e Magic Johnson?Os dois primeiros colocados, no entanto, encontrarão adversários dispostos a estragar a final planejada por muitos. Da Conferência Leste destacam-se Detroit Pistons e Orlando Magic, enquanto da Conferência Oeste todos os concorrentes dos Lakers são capazes de chegar à final.NBA 2007/08 - PLAYOFFSCONFERÊNCIA LESTE1 - Boston Celtics (1.º) x (8.º) Atlanta HawksKevin Garnett revigorou um time que vivia apenas de sua tradição, e que estava perdendo espaço para outras franquias vitoriosas da cidade, como o time de futebol americano New England Patriots e o time de beisebol Boston Red Sox.Numa tentativa desesperadora, a direção trouxe Kevin Garnett e Ray Allen, além de jogadores coadjuvantes, como Kendrick Perkins e Leon Powe. A aposta deu certo e tudo parece encaminhar o time para o título.Seu primeiro adversário é um time talentoso, porém inconsistente dentro de quadra: o Atlanta Hawks, que, assim como os Celtics, contou com uma troca ousada para chegar à posição que se encontra.Com a vinda do armador Mike Bibby (ex-Sacramento Kings), os Hawks demonstraram capacidade para vencer praticamente qualquer time na NBA. Ao mesmo tempo, a equipe perdia jogos inexplicáveis.Além de contar com Bibby, o time de Atlanta conta com Joe Johnson (ex-Phoenix Suns) e o novato Al Horford, que deu força ao time dentro do garrafão. Este trio pode representar problemas ao time de Boston se o jogo de transição funcionar. Caso contrário, os Celtics vencem com facilidade.Prognóstico da série: vitória dos Celtics por 4 jogos a 1.2 - Detroit Pistons (2.º) x (7.º) Philadelphia 76ersSempre candidato a vencer a Conferência Leste, o time de Detroit mantém sua mentalidade defensiva e jogo coletivo, chegando a irritar os adversários com seu jogo cadenciado. Apesar de sua maneira única de jogo, os Pistons sofreram derrotas inesperadas nas duas últimas temporadas, perdendo na final da conferência para Miami Heat e Cleveland Cavaliers, respectivamente. Tais tropeços vieram por conta da falta de objetividade do time de Detroit em momentos decisivos da partida. O time sabe jogar no coletivo, mas não sabe lidar com uma marcação especial sobre um jogador. Diante do Miami, o time sucumbiu na tentativa de marcar Dwyane Wade. Contra o Cleveland, o astro do show foi LeBron James. O Philadelphia, por sua vez, chegou aos playoffs de forma inesperada. Antes do All-Star Weekend (fim-de-semana que tem o jogo das estrelas), a equipe era mera coadjuvante, mas uma reação digna de aplauso fez com que a equipe da Pensilvânia ficasse com a sétima colocação do Leste.O bom trabalho do técnico Maurice Cheeks, no entanto, não será o suficiente para vencer o time dos Pistons.Prognóstico da série: vitória do Detroit Pistons por 4 jogos a 0.3 - Orlando Magic (3.º) x (6.º) Toronto RaptorsPossivelmente o confronto mais equilibrado da primeira fase dos playoffs da Conferência Leste. O time de Orlando volta à pós-temporada com um time forte, sob o comando de um técnico linha-dura, Stan van Gundy. Com o acerto na escolha do técnico, além da vinda do ala Rashard Lewis (ex-Seattle Supersonics), o time de Orlando voltou a ter uma formação parecida com aquela que o colocou nas finais da NBA na temporada 1994/95, quando contava com o astro Shaquille O´Neal. Curiosamente, o time de hoje também conta com um astro na posição 5: Dwight Howard, o "super-homem" que venceu o campeonato de enterradas neste ano e possui médias de mais de 20 pontos e 15 rebotes por jogo.Em contrapartida, o time dos Raptors possui um jogador que pode dificultar a vida do Orlando Magic: Chris Bosh. O ala-pivô adora jogar contra o time da Flórida, sendo que, num dos jogos da temporada regular, marcou 50 pontos. Sua média diante do Orlando é de 33 pontos por jogoPrognóstico da série: vitória do Orlando Magic por 4 jogos a 24 - Cleveland Cavaliers (4.º) x (5.º) Washington WizardsDepois de uma temporada maravilhosa, que culminou em sua primeira final da NBA, o time de Cleveland passou por maus momentos na atual temporada, em parte pela falta de planejamento da direção do clube, que demorou em contratar reforços e renovar os contratos de jogadores como o brasileiro Anderson Varejão.Sem ajuda alguma, o astro LeBron James carregou o time nas costas até o ponto de exigir uma atitude da diretoria, que trouxe o ala-pivô Ben Wallace, que foi campeão da NBA com o Detroit Pistons. A vinda de Wallace, no entanto, não surtiu o resultado esperado e o time continuou a oscilar. Mesmo assim, os Cavaliers são os favoritos, já que levam ampla vantagem no confronto direto com os Wizards.O time de Washington, inclusive, passa por um momento conturbado, já que o astro do time, Gilbert Arenas, retornou após uma séria lesão em seu joelho, mas não se adaptou à rotação da equipe, que joga melhor sem sua estrela.Prognóstico da série: vitória do Cleveland Cavaliers por 4 jogos a 2CONFERÊNCIA OESTE1 - Los Angeles Lakers (1.º) x (8.º) Denver NuggetsA negociação surpreendente que fez Pau Gasol aterrissar em Los Angeles foi decisiva para a arrancada dos Lakers. O astro Kobe Bryant não se cansa de elogiar o jogador espanhol.O impacto de Gasol na equipe é evidente. Com ele, o time passou da uma modesta quinta posição para o topo da conferência e candidato ao título da NBA. Jogadores medianos, como Jordan Farmar e Sasha Vujacic subiram de produção.Já o Denver Nuggets, do brasileiro Nenê Hilário, tem um excelente time no papel, mas na quadra o que se vê é uma equipe voltada apenas para anotar pontos, e não marca o oponente. Mesmo com astros como Allen Iverson e Carmelo Anthony, os Nuggets não devem representar muito perigo aos Lakers.Prognóstico da série: vitória dos Los Angeles Lakers por 4 jogos 1 2 - New Orleans Hornets (2.º) x (7.º) Dallas MavericksO time de Nova Orleans protagonizou a grande surpresa da temporada regular, com uma atuação impecável do armador Chris Paul, ajudando pelo ala David West. A dupla, inclusive, é comparada com outra famosa, formada pelo armador John Stockton e o ala Karl Malone, que fizeram época no Utah Jazz.Apesar do frenesi criado em torno dos Hornets, o Dallas Mavericks tem algo a provar nos playoffs, já que, no ano passado, teve a melhor campanha da NBA, mas foi eliminado na primeira rodada da pós-temporada pelo Golden State Warriors.A sétima colocação dos Mavs deve-se às seguidas lesões do ala-pivô alemão Dirk Nowitzki e da troca que trouxe o astro Jason Kidd, que demorou a se adaptar ao novo estilo de jogo. Este confronto, no entanto, é muito mais parelho do que se imagina. O jogo forte do Dallas deve surpreender os Hornets. O ponto-chave será o veterano Jason Kidd. Se jogar o que sabe, os Mavericks vencem. Prognóstico da série: vitória do Dallas Mavericks por 4 jogos a 33 - San Antonio Spurs (3.º) x (6.º) Phoenix SunsEste é o confronto mais parelho da primeira rodada dos playoffs. Spurs e Suns travaram duelos épicos nos playoffs das últimas temporadas e a defesa implacável de San Antonio prevaleceu.Os atuais campeões da NBA, no entanto, parecem estar perto de conhecer sua decadência. Apesar de ocupar o terceiro posto, os Spurs fizeram uma campanha aquém do esperado, e os dois principais jogadores da equipe, Tony Parker e Tim Duncan, não jogaram bem. Curiosamente, o Phoenix Suns se encontra na sexta colocação justamente por causa dos Spurs. Ciente de que precisava de uma referência no garrafão para vencer o time de San Antonio e ter uma chance real de chegar à final da NBA, a direção dos Suns trocou o ala Shawn Marion pelo astro Shaquille O´Neal, que estava descontente no Miami Heat.Shaquille O´Neal é uma lenda em ação da NBA. Esteve nas finais da NBA com três equipes diferentes (Orlando, Los Angeles e Miami) e chegou para dar fim ao reinado de Tim Duncan. O preço de ter O´Neal quase custou a vaga do time na pós-temporada.Acostumado a jogar em transição e sem presença no garrafão, o Phoenix, do brasileiro Leandrinho, perdeu muitos jogos até encontrar uma maneira de jogar com Shaq. Felizmente para o time do Arizona, o entrosamento aconteceu e a equipe está preparada para enfrentar seu algoz.Com Shaq no garrafão, o ala-pivô Amare Stoudemire voltou a jogar na posição 4 e deslanchou, com números surpreendentes, capazes de desbancar os atuais campeões da NBA, que, sabendo que teria que enfrentar um novo Suns, trouxe o ala-pivô Kurt Thomas, mas este não se adaptou como deveria.Prognóstico da série: vitória do Phoenix Suns por 4 jogos a 24 - Utah Jazz (4.º) x (5.º) Houston RocketsO Houston Rockets teve tudo para ver sua temporada ruir, uma vez que perdeu o pivô chinês Yao Ming, com uma fratura no tornozelo esquerdo. Ao contrário do esperado, a equipe mostrou conjunto e protagonizou a segunda maior série de vitórias consecutivas da história da NBA, com 23 triunfos seguidos.O feito colocou o time do ala Tracy McGrady como favorito a conquistar o título da Conferência Oeste, mas a força defensiva não foi capaz de manter o time na primeira posição.Seu adversário será o Utah Jazz, time de melhor campanha em casa na NBA, e que conta com um elenco modesto, porém muito produtivo. Deron Williams é o destaque ao lado do ala Carlos Boozer. O confronto será tão equilibrado quanto a série entre Hornets e Mavericks; o estigma de Tracy McGrady, em não passar da primeira rodada dos playoffs, prevalecerá, pois falta ao Houston consistência no ataque.Prognóstico da série: vitória do Utah Jazz por 4 jogos a 3 

Tudo o que sabemos sobre:
NBA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.