NBA: Cleveland vence e empata a série; Dallas faz 3 a 1

A derrota, na noite de segunda-feira, para o Cleveland Cavaliers por 74 a 72, no quarto jogo das semifinais da Conferência Leste, mostrou que o Detroit Pistons não é mais a equipe que terminou a temporada regular da NBA com a melhor campanha. A disputa por uma vaga na final agora está empatada em 2 a 2. Agora, a série melhor-de-sete vai pelo menos até o sexto jogo. O quinto será na quarta-feira, no Palace de Auburn Hills, em Detroit, onde o time da casa vai tentar recuperar seu melhor basquete.Mais uma vez o astro dos Cavaliers, LeBron James, provou ser o único jogador capaz de vencer a defesa adversária. Ele foi o mais produtivo de sua equipe, mesmo com apenas 22 pontos, noveassistências, oito rebotes, duas roubadas de bola e dois tocos.Seus companheiros não foram muito melhores no ataque. Só o ala brasileiro Anderson Varejão, com 10 pontos, e o armador Eric Snow, com 12, chegaram à casa dos dois dígitos. O armador Chauncey Billups, do Pistons, saiu de quadra bastante descontente com o resultado. "Fomos um desastre no último quarto. Marcar só 13 pontos é ridículo, não tem nenhuma explicação. Eles não jogaram bem, nós é que fomos muito mal", comentou.Dallas a uma vitóriaO Dallas precisou de uma prorrogação para vencer o San Antonio Spurs por 123 a 118, em casa, e agora, com 3 a 1 na série, só precisa de mais uma vitória para chegar à final da Conferência Oeste.Jason Terry foi o maior pontuador do Phoenix, com 32 pontos. O ala alemão Dirk Nowitzki marcou 28 - dois deles garantiram o empate no tempo normal, a oito segundos do fim -, e Jerry Stackhouse, que saiu do banco, fez 26. O cestinha do jogo foi o francês Tony Parker, do San Antonio, com 33 pontos - nenhum deles anotado no tempo-extra. Tim Duncan marcou 31 e pegou 13 rebotes, a melhor marca do jogo, mas insuficiente para levar os Spurs à vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.