Jeenah Moon/AFP
Jeenah Moon/AFP

NBA discute realização de outro torneio, com premiação de R$ 5,2 milhões, durante temporada regular

Conceito do campeonato, que teria como objetivo dar motivação extra aos atletas, é discutido no Comitê de Competições

Redação, Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2021 | 09h29

A NBA procura caminhos para aumentar sua competitividade e, segundo informações vindas dos EUA, o troféu Larry O’Brien pode não ser mais o único prêmio da temporada. A liga está considerando realizar um campeonato no meio da temporada que incluiria um prêmio de US$ 1 milhão (R$ 5,22 milhões na cotação atual) para cada jogador. Segundo a notícia, foi discutido o conceito em uma reunião do Comitê de Competições.

A possibilidade da realização de tal torneio não é uma novidade nos bastidores da NBA. Em dezembro de 2019, a ESPN americana reportou que a NBA estaria considerando tal proposta para os atletas terem uma motivação extra na temporada regular.

Na época, alguns receios dos executivos atrasaram a concretização da ideia. As preocupações eram baseadas na preferência dos jogadores de terem um descanso no meio da temporada ao invés de jogarem por 1 milhão de dólares. No tempo, diversos atletas se ausentavam de partidas para chegarem a pós-temporada bem descansados. Assim, o torneio, que seria no formato mata-mata, continuaria sem a motivação dos jogadores ao redor da NBA.

Previamente, em março desse ano, foi noticiado também que foi o comissário Adam Silver "quem fez a proposta", já que outros métodos de competitividade, como o atual formato do All-Star Game e o torneio de "play-in" (espécie de repescagem antes dos playoffs), foram um sucesso entre os fãs.

Mas qualquer acordo envolvendo a realização do torneio precisará do aval de dois terços das franquias e da Associação dos Jogadores (NBPA, na sigla em inglês). Caso seja aceito, o campeonato não fará parte da temporada 2021-2022 por contra da já divulgação do calendário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.