NBA: Isiah Thomas nega acusação de assédio

O ex-jogador e atual presidente do New York Knicks da NBA, Isiah Thomas, negou mais uma vez a acusação de assédio sexual feita pela ex-executiva do time, Anucha Browne Sanders. Thomas afirmou oficialmente, sexta-feira, na Corte de Manhattan, que a acusadora quer apenas seu dinheiro. Sanders é ex-vice-presidente de marketing do Knicks e registrou queixa contra Thomas em janeiroO dirigente disse ainda que as acusações foram feitas apenas para irritá-lo e extorquir seu dinheiro.

Agencia Estado,

14 de março de 2006 | 19h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.