Christian Petersen / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Christian Petersen / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

NBA: Suns impedem reação dos Pelicans com 'final mágico' de Chris Paul e abrem 1 a 0

Astro marca 30 pontos e conduz time do Arizona à vitória por 110 a 99 na série melhor de sete

Redação, Estadão Conteúdo

18 de abril de 2022 | 09h27

Phoenix Suns começou com tudo o primeiro jogo dos playoffs da NBA diante do New Orleans Pelicans. Disparado o melhor time da temporada regular, o atual vice-campeão chegou a abrir 23 pontos de vantagem até se acomodar. Os visitantes, então, reagiram, e foi preciso o veterano astro Chris Paul entrar em ação para evitar uma remontada. Com 30 pontos na partida, boa parte na reta final, o camisa 3 conduziu a equipe à vitória por 110 a 99 neste domingo e 1 a 0 na série melhor de sete.

Apesar do susto, os Suns jamais estiveram atrás do placar na Talking Stick Resort Arena, no Arizona. Foram logo acertando um arremesso de três com Devin Booker. O armador e o pivô Deandre Ayton eram os destaques do primeiro tempo, enquanto Chris Paul focava em seus passes precisos - foram 10 assistências e um duplo-duplo.

Os 53 a 34 no intervalo passavam a impressão que não tinha como os Pelicans surpreender como fizeram com os Clippers no play-in ao virarem após terem 13 pontos a menos no último quarto.

A vantagem ainda subiu para 23 pontos. Com 47 vitórias e nenhuma derrota na temporada após estar na frente no terceiro período, os Suns já iniciavam a festa. Eis que os Pelicans emplacaram série de cestas e voltaram a sonhar com apenas 79 a 71 contra.

"É só ler o jogo", enfatizou Chris Paul. "Assistimos a jogos o dia todo, todos os dias. Assistimos a todos os jogos de sábado (abertura dos playoffs). Assistimos aos jogos de domingo. Sabemos que nos playoffs, os times não vão desistir", alertou, preocupado com a acomodação.

Também em uma cesta de três, Paul iniciou seu final mágico em Phoenix. Logo depois acertou a bandeja. Foram 17 pontos seguidos dos 19 anotados no último quarto para garantir o triunfo por 110 a 99 e manter vivo o sonho de conquistar o primeiro anel da NBA aos 37 anos que completará em breve.

"Esse homem é um verdadeiro competidor, um verdadeiro vencedor", elogiou Booker, que fez 25 pontos. "Ele quer muito isso. Você pode ver isso em seu comportamento, pode ver em sua caminhada. Não deveria surpreender ninguém, ele foi feito para esses momentos", se impressionou.

"Chris clássico", concluiu o técnico dos Suns, Monty Williams. As equipes voltam a se enfrentar nesta terça-feira, novamente na Talking Stick Resort Arena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.