NBA pode ter mais um atleta brasileiro

O pivô Lucas Tischer está muito perto de se tornar mais um brasileiro na NBA. O jogador "encantou" o ténico Mike D?Antoni, do Phoenix Suns, em sua passagem pela Summer League nos Estados Unidos: mal voltou ao Brasil no domingo, ele recebeu um e-mail com proposta para defender a equipe norte-americana por dois anos.Como as inscrições da NBA serão abertas apenas na sexta-feira, Lucas prefere aguardar para anunciar se aceitará ou não, porque também tem convite excelente de um time da França. No último Campeonato Nacional, ele defendeu a equipe paranaense de São José dos Pinhais."Ainda não sei se vou jogar no Phoenix, porque só acredito em alguma coisa com o contrato nas mãos. Claro que sonho em jogar na NBA, mas a proposta da Europa é impressionante. E mais concreta. O que posso adiantar é que estou feliz e realizado com as duas grandes propostas", contou o jogador de 22 anos, 2,07 m e 130 kg.Se aceitar a proposta do Phoenix Suns, Lucas Tischer será o quinto jogador brasileiro na temporada 2005/2006 da NBA. E terá Leandrinho como companheiro de equipe. Além deles, Nenê (Denver Nuggets), Baby (Toronto Raptors) e Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers) jogam na liga norte-americana de basquete.Na Summer League, uma espécie de torneio preparatório da NBA - sem as grandes estrelas da liga -, Lucas Tischer disputou 6 partidas. E teve médias de 6 pontos e 3,7 rebotes nos 13,7 minutos em que esteve em quadra por partida. "Nas duas semanas da competição fiz tudo aquilo que o técnico mandava. Os dirigentes queriam, por exemplo, que eu pegasse cinco rebotes em um tempo determinado. No fim da competição, disseram que não fiz nada a mais ou a menos do que me pediram", revelou Lucas.Mas o primeiro contato do jogador com o Phoenix Suns foi um dia após o draft - seleção dos melhores jogadores universitários e estrangeiros para entrar na NBA. Embora Lucas Tischer não tenha sido escolhido, os dirigentes da equipe foram atrás dele. "No dia do draft não entendi o que houve. Mas eles se justificaram dizendo que ficaram com medo porque não conheciam meu jogo. O teste foi na Summer League", explicou Lucas, que foi indicado por Leandrinho e também contou com a ajuda dele nesse período de testes no Phoenix Suns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.