Jonathan Ernst/Reuters - 28/3/2009
Jonathan Ernst/Reuters - 28/3/2009

NBA suspende jogadores por levar arma de fogo no vestiário

Gilbert Arenas e Javaris Crittenton, ambos do Washington Wizards, não jogam o restante da temporada

EFE,

27 de janeiro de 2010 | 20h58

A NBA suspendeu pelo restante da temporada os jogadores Gilbert Arenas e Javaris Crittenton, do Washington Wizards, por guardarem armas de fogo no vestiário. "O problema aqui não é sobre a posse ilegal das armas, seja na casa de alguém ou em qualquer outro lugar. É sobre a posse de armas no local de trabalho, o que não será tolerado", comentou o comissário da liga americana de basquete, David Stern.

Arenas, que anteriormente foi declarado culpado por porte ilegal de armas de fogo, será julgado em março. O jogador perderá US$ 157 mil por partida ausente do Wizards, com base no contrato de US$ 16 milhões que acertou para esta temporada.

No total, ele disputaria sua segunda campanha dentro de um contrato de 6 anos, por um total de US$ 111 milhões. Já Crittenton pegou um ano de liberdade condicional ao se declarar culpado de uma acusação menor por posse ilegal de uma arma de fogo no mesmo incidente envolvendo Arenas, no início de janeiro.

Arenas guardava quatro pistolas em seu armário no vestiário durante a partida entre sua equipe e o San Antonio Spurs. Depois do apito final, ele e Crittenton acabaram ameaçando-se com armas por dívidas de jogo.

Ambos os jogadores já tinham brigado após um jogo de cartas no avião da equipe de volta de Phoenix, onde enfrentaram o Suns. Arenas reconheceu que a posse de armas de fogo no vestiário foi "uma má ideia" e garantiu que as pistolas estavam descarregadas e estava com elas no local para afastá-las de seus filhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.