Foto Jump / LNB
Foto Jump / LNB

NBB entra no universo dos NFTs com itens exclusivos do Torneio de Enterradas do Jogo das Estrelas

Liga Nacional de Basquete fecha parceria com a Block4 e primeira ação será no evento desta sexta-feira

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2022 | 10h00

A Liga Nacional de Basquete entrou no mundo dos NFTs (tokens não-fungíveis). A primeira ação será no Jogo das Estrelas, mais precisamente no Torneio das Enterradas, patrocinado pela Penalty  e que acontece nesta sexta-feira, na Arena 1 do Parque Olímpico, no Rio. Em parceria com a Block4, fantech que cria e gerencia plataformas de colecionáveis digitais, o Novo Basquete Brasil (NBB) quer levar aos fãs um pouco da experiência do evento. 

Os fãs poderão adquirir os TiBs, como a Block4 chama seus NFTs, em uma versão exclusiva, composta por itens como card do jogador, áudios, vídeos, modelo 3D da bola oficial do torneio, além de ingressos para assistir ao Jogo das Estrelas nas próximas cinco edições  (translado não incluído) e receber em casa a bola física do NBB, em uma edição limitada produzida pela Penalty, pelo valor de R$ 799. Informações no site promo-nbb.tibs.app.

"A entrada da Liga no universo das NFTs é mais um capítulo na história de inovação da entidade. Queremos cada vez mais dialogar com nossos fãs de múltiplas maneiras, oferecendo experiências exclusivas e que promovam engajamento. Acreditamos que o mundo esportivo, assim como o de entretenimento em geral, está passando por uma mudança acelerada em termos de entrega de conteúdo", afirmou Delano Franco, presidente da Liga Nacional de Basquete, ao Estadão.

Os NFTs da Block4 são emitidos em uma das redes mais robustas, baratas e limpas entre os protocolos de Blockchain. A rede WAX emite menos de 0.001% da pegada de redes como Bitcoin e Ethereum, e essa emissão é totalmente compensada, tornando os TIBs carbono neutros. 

"Essa é a nossa primeira iniciativa com o NBB e temos certeza que teremos várias pela frente. A ideia de associar as experiências física e digital traz uma nova forma de interagir com fãs do basquete, não apenas no Torneio de Enterradas, mas na Liga como um todo. Os itens selecionados são únicos e permitem que os torcedores sejam mais que espectadores e se sintam parte do esporte", explicou Thiago Canellas, CEO da Block4.

Bruno Maia, CEO da Feel The Match e executivo de inovação no esporte e autor do Livro "Inovação é o Novo Marketing", destaca que o caminho seguido pelo NBB é uma tendência. "Esse modelo é reflexo do crescimento da economia digital, do aumento de interesse da sociedade pelo tema. As marcas querem alcançar um mercado cada vez mais interessado no assunto, e o basquete, o futebol e os esportes sempre foram grandes replicadores de mensagens. Estamos falando de uma profunda mudança cultural. O esporte não está desconectado, é apenas mais uma indústria em que os ativos digitais estão sendo inseridos."

O Torneio das Enterradas é uma das atrações do primeiro dia do evento que tem o Jogo das Estrelas como carro-chefe. Diferentemente do ano passado, nesta temporada, serão oito participantes que se enfrentarão no formato "um contra um", com quartas de final, semifinal e final. Os participantes serão: Serjão (Cerrado), Túlio da Silva (Flamengo), Mãozinha (Fortaleza Basquete Cearense), Renan Lenz (Minas), Márcio Henrique (Franca), Camargo (Pato Basquete), Alex Doria e Bruno Caboclo (ambos do São Paulo).

Na sexta-feira, além do Torneio das Enterradas, teremos o Torneio de 3 pontos e o de Habilidades. Antes disso, na programação, há o jogo entre Flamengo e Paulistano, que será válido pela temporada regular da NBA, outra ação inédita no Jogo das Estrelas, que acontece no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.