Seth Wenig/AP
Seth Wenig/AP

Nenê brilha, mas não impede derrota do Denver Nuggets na NBA

Mesmo com 26 pontos 8 rebotes do brasileiro, franquia perdeu por 129 a 125 para o New York Knicks

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2010 | 10h04

Em jogo muito equilibrado, definido apenas no final do último período, o New York Knicks bateu o Denver Nuggets, de Nenê, por 129 a 125, na noite do último domingo. O pivô brasileiro, aliás, fez grande partida, com 26 pontos e oito rebotes, mas não conseguiu impedir a nona derrota de sua equipe na temporada 2010/2011 da NBA.

O principal destaque da equipe do Colorado foi o ala Carmelo Anthony, cestinha do confronto com 31 pontos, além de 13 rebotes. Pelo lado do Knicks, o pivô Amare Stoudemire marcou 30 pontos e chegou à sua oitava partida consecutiva anotando 30 ou mais pontos - não coincidentemente a franquia de Nova York alcançou sua oitava vitória seguida. Amare contou com a ajuda do ala Wilson Chandler, com 27 pontos e sete rebotes, e do armador Raymond Felton, que anotou 19 pontos e 17 assistências.

Outro brasileiro que fez boa partida, mas não conseguiu impedir a derrota do seu time no domingo foi o pivô Anderson Varejão. Ele anotou sete pontos e 16 rebotes, mas o seu Cleveland Cavaliers não resistiu à jovem equipe do Oklahoma City Thunder e foi atropelado por 106 a 77.

Pelo lado do Thunder, o destaque novamente foi a dupla formada pelo ala Kevin Durant e o armador Russell Westbrook. Maior pontuador da temporada, com média de 27,3 pontos por jogo, Durant foi o cestinha da partida, com 25 pontos, além de sete rebotes. Já Westbrook anotou 14 pontos e 11 assistências, chegando ao seu 14.º "double-double" na temporada.

Se Varejão e Nenê jogaram bem, mas não venceram, com Tiago Splitter aconteceu o inverso. O pivô brasileiro ficou pouco tempo em quadra de novo, com apenas quatro minutos, mas o seu San Antonio Spurs não teve trabalho para derrotar o Portland Trail Blazers, por 95 a 78.

Tiago errou o único arremesso de quadra que tentou e acabou sem nenhum ponto ou rebote. O cestinha da partida foi o armador do Spurs George Hill, que saiu do banco e marcou 22 pontos. Ele recebeu o auxílio do trio de veteranos da equipe. Manu Ginobili fez 18 pontos, Parker, 14, e Tim Duncan, que chegou à sua milésima partida em temporadas regulares da NBA, pegou 13 rebotes.

Pelo Portland, o cestinha foi o armador Wesley Matthews, com 17 pontos, seguido de perto por LaMarcus Aldridge, com 16. O veterano pivô Marcus Camby também se destacou, com 11 pontos e 13 rebotes.

Em jogo muito disputado até os minutos finais, o Los Angeles Lakers, terceira melhor equipe do Oeste, com 17 vitórias e sete derrotas, teve trabalho, mas conseguiu vencer o New Jersey Nets, pior campanha no Leste, com seis triunfos e 18 derrotas, por 99 a 92.

O destaque da partida foi mais uma vez o ala-armador Kobe Bryant, do Lakers. Ele foi decisivo e anotou 25 dos seus 32 pontos no segundo tempo. O jogador contou com a ajuda do pivô espanhol Pau Gasol, que fez outra boa partida e marcou 15 pontos, além de ter pego 11 rebotes.

No lado do Nets, o cestinha foi o pivô Brook Lopez, com 25 pontos, além de nove rebotes. Seu companheiro de garrafão, Kris Humphries, também foi bem e conseguiu um "double-double", com 11 pontos e 11 rebotes. Assim como o armador Devin Harris, que fez 16 pontos, dez assistências e quase chegou a um "triple-double", já que também apanhou oito rebotes.

Confira os resultados dos jogos de domingo da NBA:

New York Knicks 129 x 125 Denver Nuggets

Philadelphia 76ers 88 x 70 New Orleans Hornets

New Jersey Nets 92 x 99 Los Angeles Lakers

San Antonio Spurs 95 x 78 Portland Trail Blazers

Oklahoma City Thunder 106 x 77 Cleveland Cavaliers

Los Angeles Clippers 85 x 94 Orlando Magic

Confira os jogos desta segunda-feira:

Miami Heat x New Orleans Hornets

Chicago Bulls x Indiana Pacers

Memphis Grizzlies x Portland Trail Blazers

Dallas Mavericks x Milwaukee Bucks

Utah Jazz x Golden State Warriors

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.