Nenê passa por retirada de tumor e é dúvida para pré-olímpico

O pivô da seleção brasileira edo Denver Nuggets Nenê Hilário foi submetido a uma cirurgiapara retirada de um tumor em um lugar não-revelado, e podedesfalcar o Brasil no torneio pré-olímpico de basquete, emjulho. O jogador, que se licenciou por tempo indeterminado de suasatividades no Nuggets na última semana para ser submetido atratamento médico, foi operado na cidade norte-americana deDenver na noite de segunda-feira, informou em comunicado aassessoria do atleta nesta terça-feira. A operação de retirada do tumor foi bem-sucedida, segundo anota. O local onde estava o tumor não foi informado, a pedidoda família de Nenê, e a gravidade da doença só será constatadaapós a confirmação de resultados de exames, disse por telefoneum representante do atleta. "A partir da retirada do tumor, os médicos vão poderavaliar a extensão do problema", afirmou o assessor de imprensade Nenê, Samy Vaisman. Segundo o representante, se o tumor for benigno, Nenê, de25 anos, tem boas chances de disputar o pré-olímpico de Atenas,em julho, mas no caso de câncer, o tratamento necessário para arecuperação pode inviabilizar a participação dele. "Dependendo do que for constatado, ele pode ficar fora dopré-olímpico", afirmou. Segundo o comunicado, a operação foi realizada por decisãoda junta médica que cuida dele, e que resultados dos examesconclusivos deverão ser conhecidos até o fim de semana. A doença de Nenê se tornou um grande mistério desdesexta-feira, quando o jogador foi dispensado de suas atividadesno Nuggets para tratar da doença, até então não revelada comosendo um tumor. Nenê disputou 12 jogos na atual temporada da NBA, commédias de 6,4 pontos e rebotes por partida. Ele defendeu oBrasil no Pré-Olímpico das Américas, em agosto do ano passado,quando a equipe não conseguiu garantir sua vaga nos Jogos dePequim. A última chance de classificação do Brasil para os Jogos dePequim será no pré-olímpico mundial, em Atenas (Grécia), emjulho deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.