Nenê pode ir para o Chicago Bulls

O ala-pivô brasileiro Nenê Hilário, de 24 anos, pode se transferir para o Chicago Bulls. As normas na NBA, a liga norte-americana de basquete determina esta como a última semana para que os times ofereçam a renovação dos contratos aos jogadores que chegaram no draft de 2002, exatamente a situação do brasileiro. Atualmente Nenê, de 24 anos, está no Denver Nuggets. Se os clubes não fizerem ofertas para a extensão dos contratos desses jogadores ? o de Nenê, de US$ 3 milhões, em 2005/2006 ? os atletas passam a ser agentes livres (donos do próprio passe) na próxima temporada. No domingo, o Denver Nuggets venceu o New Orleans Hornets, fora de casa, por 97 a 93, pela pré-temporada da NBA. O time do Colorado somou cinco vitórias em seis jogos nessa fase de preparação. Nenê começou como titular e jogou 30 minutos ? marcou 13 pontos e pegou seis rebotes. O primeiro jogo do Denver na temporada oficial da NBA será no dia 1 de novembro, contra o San Antonio Spurs, no Texas. O Chicago Bulls precisaria de um jogador do porte físico de Nenê, de 2,11 m e 121 kg, para substituir Eddy Curry. Segundo noticiou o ?The Mercury News?, publicando um artigo do Chicago Tribune, Nenê pode ser esse atleta. Para Nenê poderia ser boa a mudança do Denver Nuggets para o Chicago Bulls. O Denver tem os pivôs Marcus Camby e Kenyon Martin (jogadores com contratos de US$ 90 milhões e US$ 70 milhões, respectivamente, por alguns anos) que são titulares absolutos, o que deixa menos espaço para Nenê. Segundo os jornais norte-americanos o Denver não teria interesse em renovar o contrato com Nenê, ainda mais depois que Carmelo Antonhy disse a um jornal local, que queria US$ 12 milhões por temporada agora. A franquia pode não ter recursos para também fazer uma boa proposta a Nenê. A transação comentada de que Nenê poderia ser trocado por Paul Pierce, do Boston Celtics, não foi consolidada.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2005 | 19h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.