Nenê quer contrato de US$ 60 milhões

Uma ?questão matemática?. É como o agente do ala-pivô Nenê define as negociações com o Denver Nuggets para a renovação do contrato do brasileiro, a partir da temporada de 2006/2007 da NBA.O contrato para 2005/2006 com o Denver é de US$ 3 milhões. O canadense Joe Santos, que administra a carreira de Nenê nos EUA, acha que o futuro compromisso do brasileiro não pode ser inferior ao patamar que outros jogadores de sua geração têm negociado na NBA, algo em torno de US$ 60 milhões por cinco anos, ou US$ 12 milhões por temporada.Isso colocaria Nenê entre os brasileiros mais bem pagos no esporte. Ronaldinho Gaúcho tem contrato de cerca de US$ 15 milhões, por ano, com o Barcelona. Ronaldo, do Real Madrid, e Kaká, do Milan, também estão perto desse patamar. Já na Fórmula 1, Rubens Barrichello assinou com a BAR- Honda para receber US$ 10 milhões por dois anos.Nenê, de 23 anos, 2,11 m e 121 kg, acha difícil a extensão do seu contrato até segunda-feira, o prazo dado aos clubes para que apresentem propostas de renovação aos atletas que chegaram à NBA em 2002. Se os Nuggets não fizerem uma oferta, ele será agente livre restrito (dono do passe) na temporada de 2006/2007, para negociar com outra franquia (a equipe de Denver teria a opção de cobrir a oferta).Com médias de 10,7 pontos e 6,2 rebotes por jogo nos três primeiros anos de NBA, Nenê quer um contrato similar ao de Samuel Dalembert, de US$ 64 milhões por seis anos no Philadelphia 76?ers. Dalembert, por exemplo, tem médias de 6,9 pontos e 6,6 rebotes por jogo. ?Nesse caso são seis anos e o contrato do Nenê seria de cinco. Mas acho que o valor de mercado é mesmo de US$ 64 milhões. Sabemos o valor que ele tem. Se eles não assinarem e ele ficar agente livre, poderá receber ofertas de todas as franquias da NBA?, avisou o empresário Joe Santos.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2005 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.