Mike Ehrmann/ EFE
Mike Ehrmann/ EFE

Nike confirma acordo com NBA e exibirá marca nos uniformes

Acordo começará a valer em duas temporadas e durará oito anos

Estadão Conteúdo

10 de junho de 2015 | 19h33

A NBA anunciou oficialmente nesta quarta-feira o acerto com a Nike como nova fornecedora de materiais esportivos da liga. A negociação era antiga e já dada como garantida nas últimas semanas, mas somente nesta tarde a marca norte-americana foi confirmada como substituta da Adidas, e marcará uma nova era no principal campeonato de basquete do mundo.

O acordo será válido por oito anos e entrará em vigor a partir da temporada 2017/2018 da NBA. Além do patrocínio e do fornecimento do material, recompensado com a exposição da marca, a Nike será a primeira empresa a exibir seu logo nos uniformes utilizados pelos jogadores em quadra. Até então, a liga impedia a exposição de patrocínios nas partidas, mas com a queda desta norma a empresa norte-americana será beneficiada.

"Esta parceria com a Nike representa um novo paradigma na estrutura do nosso negócio de patrocínio global", disse o comissário da liga, Adam Silver. "Como nossa única fornecedora de material para ser usado na quadra, a Nike será instrumento em nossos esforços coletivos para evoluir o jogo globalmente, enquanto aplica sua tecnologia no desenho de nossos uniformes e produtos para a quadra."

Os valores do contrato assinado pela marca, que já era parceira da WNBA desde 1997, não foram revelados. Mas o acordo foi firmado depois de a Adidas anunciar em março que estava desistindo de renovar seu vínculo com a liga. A empresa alemã e a NBA eram parceiras desde 2006, quando o patrocínio da Reebok chegou ao fim.

A Adidas justificou a opção por não renovar alegando que não teve o retorno necessário ao investir na NBA. Mas os dois lados ficaram felizes com o rompimento, uma vez que a marca alemã prioriza o futebol e tem perdido espaço nos Estados Unidos - no início do ano, inclusive caiu para terceiro no ranking de vendas do país, atrás da própria Nike e, agora, da Under Armour.

O novo acordo com a NBA agradou a Nike, que chegou ao patamar que ocupa hoje muito em função de sua ligação com o basquete, ao apostar em Michael Jordan como garoto propaganda no início dos anos 90, inclusive lançando a marca Air Jordan. Além disso, é dona da Converse, empresa de tênis que inicialmente eram fabricados para jogar basquete.

"Estamos empolgados por trazer todo poder de nosso alcance global, inovação e criatividade para a parceria com a NBA e evoluir o jogo da forma que só a Nike pode", disse o presidente e CEO da marca, Mark Parker. "Com a Nike, Jordan e Converse, temos três das marcas mais conectadas do mundo e miramos o crescimento global do jogo como estratégia de sucesso para a Nike e a NBA."

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBANike

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.