Robert Hanashiro/USA Today Sports
Robert Hanashiro/USA Today Sports

Em reedição da final da NBA, Jimmy Butler brilha e Miami Heat vence os Lakers

Sem Anthony Davis, que deverá ficar fora por mais três semanas, LeBron James não consegue ser protagonista desta vez

Redação, Estadão Conteúdo

21 de fevereiro de 2021 | 10h08

Na reedição da final da temporada 2019/20 da NBA, quem levou a melhor, desta vez, foi o Miami Heat, atual vice-campeão. Jogando na casa do rival, o time da Flórida derrotou o atual campeão Los Angeles Lakers por 96 a 94 contando com a atuação avassaladora de Jimmy Butler no último quarto, no qual ele fez 24 pontos e apanhou oito rebotes.

O cestinha do jogo, no entanto, foi Kendrick Nunn, com 27 pontos. Pelo lado dos Lakers, Kyle Kuzma registrou 23 pontos, quatro a mais que o astro LeBron James, que não foi tão decisivo como nas últimas partidas. O veterano sentiu falta, mais uma vez, de Anthony Davis, que lesionou a panturrilha na semana passada e deve ficar afastado das quadras por mais três semanas.

O jogo foi equilibrado, emocionante no final e decidido por detalhes. Com o resultado em aberto no último quarto, os dois times buscaram o ataque e o Heat foi mais eficiente, conseguindo abrir 10 pontos de frente em pouco mais de três minutos - 89 a 79. A diferença chegou a cair para quatro, mas o time da Flórida contou com o poder de decisão de Jimmy Butler, se impôs nos minutos finais e triunfou por 96 a 94.

Em outro duelo equilibrado e definido nos segundos finais, o Charlotte Hornets venceu o Golden State Warriors por 102 a 100 com um arremesso preciso de Terry Rozier no estouro do cronômetro. Desfalcado do astro Stephen Curry, que passou mal antes da partida, a franquia de San Francisco vencia por cinco pontos - 100 a 95 - até 53 segundos para o fim do jogo, quando levou a virada. Decisivo, Terry Rozier foi o cestinha do confronto com 36 pontos. O maior pontuador dos Warriors foi Kelly Oubre Jr, com 25.

O Phoenix Suns teve uma pontaria certeira nos arremessos de três pontos para desbancar o Memphis Grizzlies na noite deste sábado e vencer por 128 a 97. Com o novo recorde da franquia de 24 cestas de três, o ataque da equipe do Arizona se sobressaiu sobre a defesa de um adversário muito desfalcado por lesões para chegar à 11ª vitória nos últimos 13 jogos na temporada regular da NBA.

Em casa, o Chicago Bulls recorreu a mais uma exibição inspirada de Zach LaVine para triunfar pela 13ª vez na temporada. O ala-armador anotou 38 pontos, 11 deles no último quarto, e foi o grande nome da vitória por 122 a 114 sobre o Sacramento Kings. Thaddeus Young, que saiu do banco para anotar 18 pontos, e o calouro Patrick Williams, que fez 11 pontos e pegou 11 rebotes, também tiveram participante importante. Os Kings sofreram o sexto revés seguido. Em quadra, um dos que salvou foi Marvin Bagley III, com 26 pontos e 11 rebotes.

Num jogo repleto de alternâncias de placar e dois quartos vencidos por cada equipe, o Washington Wizards superou o Portland Trail Blazers pelo placar de 118 a 111. Os protagonistas foram Bradley Beal, que anotou 37 pontos, e Russell Westbrook, dono de um "triple-double" de 27 pontos, 11 rebotes e 13 assistências. Do lado dos Blazers, Damian Lillard foi a grande arma ofensiva, com 35 pontos.

Confira a rodada de sábado da NBA:

Charlotte Hornets 102 x 100 Golden State Warriors

Los Angeles Lakers 94 x 96 Miami Heat

Chicago Bulls 122 x 114 Sacramento Kings

Memphis Grizzlies 97 x 128 Phoenix Suns

Portland Trail Blazers 111 x 118 Washington Wizards

Confira a rodada de domingo da NBA:

New Orleans Pelicans x Boston Celtics

Cleveland Cavaliers x Oklahoma City Thunder

Orlando Magic x Detroit Pistons

Toronto Raptors x Philadelphia 76ers

New York Knicks x Minnesota Timberwolves

Atlanta Hawks x Denver Nuggets

Los Angeles Clippers x Brooklyn Nets

Milwaukee Bucks x Sacramento Kings

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.