Divulgação
Divulgação

No último jogo, Paulistano e São José disputam vaga na final do NBB

Partida será às 21h, no Ginásio Antônio Prado Jr, em São Paulo; Paulistano tenta alcançar decisão pela primeira vez

O Estado de S. Paulo

23 de maio de 2014 | 12h00

SÃO PAULO - A semifinal entre Paulistano e São José chega ao fim nesta sexta-feira, com a realização do quinto jogo da série no Ginásio Antônio Prado Jr, em São Paulo, às 21 horas. O vencedor enfrentará o Flamengo na decisão do NBB, dia 31, no Rio. Para o time da casa, ir à final será uma conquista inédita, enquanto a equipe do interior foi vice-campeã do torneio em 2012.

 

A campanha das equipes na série é bastante equilibrada: cada um venceu partidas dentro e fora de casa. O Paulistano começou a semifinal com vitória em São Paulo, mas o São José empatou. Na ida dos playoffs para o Vale do Paraíba, vitória da equipe da capital. Mas, no jogo 4, em que o Paulistano poderia carimbar a vaga na decisão, o São José atropelou o rival. Na terça-feira, o time do técnico Luiz Augusto Zanon fez 96 a 68, e forçou a realização do último duelo.

 

O Paulistano tem a vantagem de ter vencido 16 de seus 21 jogos disputados em casa. Além disso, chega à partida decisiva com todos os jogadores à disposição do técnico Gustavo de Conti. Já Zanon novamente terá desfalques importantes: o pivô Caio Torres continua fora de combate, por causa de uma lesão de ligamento no joelho direito, assim como o ala Alex Oliveira, com problema na coxa.

 

"O jogo 5 não é uma loteria, é um jogo de concentração, de emoção, é um jogo de quem quer mais. Vamos ao Paulistano para ganhar", afirmou o capitão do São José, o ala Jefferson William. "Nosso time já mostrou em diversas vezes que cresce nos momentos decisivos e agora não será diferente."

 

A equipe paulistana chega motivada pelas quartas de final, em que derrotou Franca no último jogo, tendo chegado à partida derradeira nas mesmas circunstâncias. "Da série passada aprendemos que temos de ter concentração. Tivemos isso contra Franca, e foi um dos fatores fundamentais para a nossa chegada até a semifinal. Para esse jogo, entraremos com mais calma para vencermos e conseguirmos a vaga na final", avaliou o ala-pivô Pilar.

Tudo o que sabemos sobre:
basqueteNBB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.