Novato brasileiro vai para o Olympiakos

Começar uma carreira no basquete gerenciado pela mesma empresa das estrelas Ben Wallace (Detroit Pistons) e Eric Snow (Cleveland Cavaliers), da NBA, é o sonho de muitos novatos do basquete. Que já se tornou realidade para um brasileiro de apenas 14 anos. Adonis Sousa viaja na próxima semana para a Grécia. Vai jogar no Olympiakos, um dos times mais bem estruturados da Europa.A carreira meteórica do garoto chamou a atenção do agente Akis Tsolis, da Global Sports, empresa de gerenciamento com 12 escritórios espalhados pelo mundo, que, entre outros nomes do atletismo internacional, cuida da carreira do brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima.O agente já está providenciando dupla cidadania para Adonis, que estava jogando no Pinheiros, mas foi revelado no Espéria. Em 2004, na categoria mirim, marcou 590 pontos em 27 partidas, média de 21,85 por jogo). Em uma delas, converteu 49 pontos nos 20 minutos em que esteve em quadra.Segundo o pai de Adonis, o ex-jogador Marcelo Pará, o Olympiakos queria fechar um contrato de nove anos com o garoto. "Mas é melhor ir com calma. Vamos ver como vão ser esses quatro meses. Não queremos atropelar a carreira dele."Os planos iniciais eram que Adonis viajasse para a Grécia só no final de 2006, mas a proposta foi irrecusável. "Vou ter salário, estudar em escola americana, chegar para disputar os playoffs do Campeonato Grego sub-16 e morar em um alojamento de Primeiro Mundo", justifica o garoto.Na semana passada, Adonis esteve na Grécia para conhecer o clube onde vai jogar. Caminhando pelo alojamento, encontrou Rivaldo. O jogador de futebol se surpreendeu por ver outro brasileiro no centro de treinamento. "Tirei foto com ele, foi superlegal. Nesse alojamento ficam os atletas de todos os esportes. Esse espaço foi usado na Olimpíada de Atenas. Sei que vou dividir o quarto com um menino da Geórgia."Afiado - Nem mesmo o idioma será problema para o lateral, já que sua mãe é grega. "O que não sei em grego sei em inglês e vice-versa. Todo mundo no time me recebeu bem. O engraçado é que lá eles só têm referências do Oscar no basquete daqui, não acreditavam que eu era brasileiro."A maior dificuldade será ficar longe dos pais. A mãe, Elena, viajará com Adonis e deve ficar um mês na Grécia para ajudar na adaptação. Empolgado, o pai faz previsões. "É possível que no meio do ano o Adonis já seja convocado para a seleção grega sub-16 que vai disputar o Europeu. Se fechar contrato, é capaz que na temporada de 2005/2006 o investimento total nele seja de ? 40 mil." O Olympiakos é o time de melhor campanha no Campeonato Grego de Basquete.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.