Kim Clement/USA TODAY Sports
Kim Clement/USA TODAY Sports

Nuggets têm início arrasador, vencem Clippers e empatam a série em 1 a 1

Com 44 pontos nos primeiros 12 minutos, time de Denver contou com o destaque Nikola Jokic, que fez 26 pontos e 18 rebotes

Redação, Estadão Conteúdo

06 de setembro de 2020 | 09h50

O Denver Nuggets mostrou evolução em relação à primeira partida e, com um início de jogo arrasador, venceu o Los Angeles Clippers por 110 a 101 na "bolha" da NBA, em Orlando, e empatou a série em 1 a 1, na briga por uma vaga na final da Conferência Oeste.

Um primeiro quarto arrasador foi suficiente para os Nuggets assegurarem a vitória, visto que anotaram 44 pontos nos primeiros 12 minutos e depois perderam os três quartos seguintes. A vantagem no início da partida não foi tirada em nenhum momento do confronto e a equipe do Colorado liderou o placar do começo ao fim e conseguiu segurar o adversário.

Os Nuggets contaram com o brilho da dupla Jamal Murray e Nikola Jokic. Os dois tinham combinado apenas 27 pontos na primeira partida. Desta vez, eles, juntos, fizeram 53 pontos.

O ala-armador canadense foi o cestinha, com 27 pontos, além de ter contribuído com seis assistências e três rebotes, e o pivô sérvio marcou 26 pontos, sendo 15 deles só no primeiro quarto, e pegou incríveis 18 rebotes.

Também pesou contra a franquia de Los Angeles o desempenho discreto de seu astro, Kawhi Leonard. No jogo 1 da série, ele havia feito 29 pontos. Desta vez, não passou de 13, ainda que tenha tido bons números nos rebotes (10) e assistências (oito). Em pontuação, o melhor dos Clippers foi Paul George, dono de 22 pontos. Kawhi é fundamental para conduzir a equipe à sua primeira final de conferência na história.

Com o resultado, a série fica empatada em 1 a 1. As duas equipes voltam a se enfrentar na noite de segunda-feira, às 22 horas (horário de Brasília), de olho no desempate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.