Oposição acusa o presidente da CBB

Os dirigentes das federações de basquete do Brasil que foram convidados para reuniões regionais, pelo presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) e candidato à reeleição, Gerasime Grego Bozikis, têm despesas de passagens aéreas e hospedagem pagas pela entidade. O candidato de oposição, José Medalha, ligou para as redações dos jornais, nesta quarta-feira, para dizer "que não se conforma com a concorrência desleal". José Medalha entende que Grego está usando a máquina administrativa para fazer campanha - a eleição na CBB será dia 2 de maio.Grego, através de nota oficial, confirmou a realização de reuniões no Centro-Oeste, Norte e Nordeste - no fim de semana, o encontro com presidentes de federações seria em Santa Catarina, mas foi adiado. A CBB informou que são reuniões técnicas, para tratar de assuntos regionais, como campeonato de base, clínicas para técnicos e árbitros, desenvolvimento de talentos e a Copa Brasil.O presidente da Federação Paulista de Basquete, Tony Chakmati, que apóia Grego, disse que não foi chamado para nenhuma reunião. O presidente da Federação Amapaense de Basquete, Agostinho Lopes Henriques Neto, confirmou que o encontro do Piauí, com pauta de assuntos técnicos, incluiu temas políticos. "Ele explicou porque a notícia do Nenê não vir para a seleção foi divulgada", contou.Já o presidente da Federação do Alagoas, Carlos Alberto de Barros Lima, convidado para a reunião do Recife, não compareceu. "Era um encontro técnico, mas já houve um outro no fim de 2004...", justificou.

Agencia Estado,

06 de abril de 2005 | 19h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.